SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Uma turista americana de 22 anos ficou gravemente ferida após o ataque de um tubarão durante mergulho no Caribe. O pé ficou muito tempo fora do corpo, o que impediu o reimplante.

Uma turista do estado do Connecticut (EUA) ficou gravemente ferida após ser atacada por um tubarão em Bone Yard, local utilizado para mergulho no Parque Nacional Princesa Alexandra, no arquipélago caribenho das Ilhas Turcas e Caicos.

O ataque ocorreu por volta das 15h da última quarta-feira (24) e foi comunicado rapidamente à Sala de Controle da Polícia, informou uma fonte oficial do DECR (Departamento de Meio Ambiente e Recursos Costeiros) do arquipélago, no Facebook.

O capitão do barco fez os primeiros socorros e a turista estava em uma ambulância 15 minutos após o ataque, o que provavelmente salvou sua vida.

O profissional também mergulhou no mar e conseguiu recuperar o pé esquerdo, que ainda estava com a nadadeira (pé de pato), deixando em um balde de gelo, para preservá-lo em um possível reimplante.

A jovem foi transportada para o Centro Médico Cheshire Hall, onde recebeu atendimento de emergência. Ela estava com o estado clínico estável e seguiu para Miami após esperar um avião por seis horas, onde encontraria com os pais.

Devido ao tempo de espera para voltar aos Estados Unidos, onde seria feito a reintrodução do seu pé esquerdo, não foi possível realizar a cirurgia.

CASO SERÁ INVESTIGADO

O caso vai ser investigado pela Força Policial Real das Ilhas Turcas e Caicos. O órgão ambiental DECR também reforçou que o local do ataque é uma área de preservação e que há proibições para atividades como destruir e causar dano ou lesão à plantas ou animais.

Ataques com tubarões são raros e há poucos registros anuais, sendo os EUA a nação com mais registros (41). Segundo o Arquivo Internacional de Ataques de Tubarão da Universidade da Flórida, em 2022 foram 57 ataques do tipo em todo o mundo, sendo cinco deles fatais. O Brasil registrou um ataque, confirmado pelos especialistas da universidade.

A jovem, que é maratonista, estava comemorando a formatura em Yale com uma amiga em um passeio privado, de acordo com o Daily Mail. Esse passeio custa cerca de US$ 1.500 (aproximadamente R$ 7.500).