Chocolate para cachorro? Seu pet também pode celebrar a Páscoa

Produtos específicos para consumo de cães e gatos variam entre R$ 0,85 e R$ 25

Lucas Soares
Repórter
29/03/2014

Se existe uma afirmação em comum entre os donos de animais de estimação é que o chocolate é proibido para os bichinhos. No entanto, com os pets cada vez mais inseridos no convívio familiar, a inclusão deles em comemorações, como a Páscoa, se torna cada vez mais constante.

E foi pensando nisso que, já há alguns anos, são encontrados produtos específicos para esse público no mercado especializado. Seja em pet shops, boutiques caninas ou em supermercados, já existe uma opção barata e confiável para o seu animalzinho.

Para a proprietária de uma loja especializada em produtos veterinários na avenida Rio Branco, Kátia Mokdeci, 50, a procura aumentou nos últimos anos. "Tem muita procura. Hoje o cachorro é um membro da família. Eu brinco com os fregueses que já estão levando os presentes dos cães, mas ainda não compraram os dos filhos", relata. Os produtos, que vão de pequenos chocolates, feitos sem cacau, sem açúcar e à base de soja, vão de R$ 0,85 à R$ 10, variando em tamanho, quantidade e marca. Os coelhinhos de pelúcia não passam de R$ 25.

A promotora de vendas Lilian Machado, 34, tem quatro cães e um gato dentro de casa. E faz questão de presenteá-los na data. "Eles fazem parte da família. Hoje, com a facilidade e os produtos adequados, os pets podem participar das comemorações junto com os donos e receber presentes. Acho importante para nós e para eles. Eu também sempre faço uma gracinha, coloco um enfeite nos ovos, uma orelhinha de coelhinho. Tudo faz parte da festa", comenta. 

Consumo com moderação

De acordo com a veterinária do Canil Municipal, Liza Helena Ramos Nery, o consumo desses produtos é válido, mas quando feito com moderação. "Esses produtos não são compostos por cacau, a maioria é à base de soja. O que acontece é uma aproximação ao sabor do chocolate. Tem vários tipos e formatos, mas isso não deve se tornar um petisco aleatório, não é para o animal consumir diariamente, principalmente naqueles com tendência à obesidade", garante. Outro fator importante é olhar a procedência do produto adquirido. "Trate esse produto como se fosse para consumo humano: olhe de onde vem, informações nutricionais, ingredientes e a data de validade", diz Liza.

A veterinária ainda explica porque os cães não podem comer o chocolate que é consumido pelos humanos. "O chocolate tem substâncias que causam problemas digestivos e até neurológicos, tanto em cães quanto em gatos. O cão, especificamente, deve evitar consumir açúcar", esclarece.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.