Terça-feira, 7 de agosto de 2018, atualizada às 14h50

PL que reconhece o Borboleta como bairro alemão é sancionado pelo Executivo

Da redação

O Borboleta foi reconhecido como bairro alemão através de lei sancionada nesta segunda-feira, 6 de agosto, pelo prefeito Antônio Almas. De autoria do vereador Wanderson Castelar (PT), o projeto de lei (PL) destaca o objetivo de “sublinhar a identificação histórico cultural do bairro” e reconhecer o esforço comunitário para a preservação de suas origens, sem qualquer alteração na sua denominação oficial.

O vereador, em sua justificativa, afirma que muitos moradores do bairro mantém hábitos germânicos na gastronomia, linguagem, dança e música. Além disso, são citados a Escola de Música Maldo Gerheim, o conjunto típico Schmetterling Kapelle, a banda Alemã Cascudo, o Centro Cultural do bairro, com exposições sobre temáticas alemãs e teuto-brasileiras, e o curso de alemão comunitário.

Diante disso, Castelar reitera em seu projeto que  “não há como deixar de destacar que hoje a comunidade do bairro Borboleta ainda respira no seu dia a dia a cultura alemã, sendo um reduto germânico e portanto ‘o bairro alemão de Juiz de Fora’".


-
Terça-feira, 7 de agosto de 2018, atualizada às 14h50

PL que reconhece o Borboleta como bairro alemão é sancionado pelo Executivo

Da redação

O Borboleta foi reconhecido como bairro alemão através de lei sancionada nesta segunda-feira, 6 de agosto, pelo prefeito Antônio Almas. De autoria do vereador Wanderson Castelar (PT), o projeto de lei (PL) destaca o objetivo de “sublinhar a identificação histórico cultural do bairro” e reconhecer o esforço comunitário para a preservação de suas origens, sem qualquer alteração na sua denominação oficial.

O vereador, em sua justificativa, afirma que muitos moradores do bairro mantém hábitos germânicos na gastronomia, linguagem, dança e música. Além disso, são citados a Escola de Música Maldo Gerheim, o conjunto típico Schmetterling Kapelle, a banda Alemã Cascudo, o Centro Cultural do bairro, com exposições sobre temáticas alemãs e teuto-brasileiras, e o curso de alemão comunitário.

Diante disso, Castelar reitera em seu projeto que  “não há como deixar de destacar que hoje a comunidade do bairro Borboleta ainda respira no seu dia a dia a cultura alemã, sendo um reduto germânico e portanto ‘o bairro alemão de Juiz de Fora’".


Terça-feira, 7 de agosto de 2018, atualizada às 14h50

PL que reconhece o Borboleta como bairro alemão é sancionado pelo Executivo

Da redação

O Borboleta foi reconhecido como bairro alemão através de lei sancionada nesta segunda-feira, 6 de agosto, pelo prefeito Antônio Almas. De autoria do vereador Wanderson Castelar (PT), o projeto de lei (PL) destaca o objetivo de “sublinhar a identificação histórico cultural do bairro” e reconhecer o esforço comunitário para a preservação de suas origens, sem qualquer alteração na sua denominação oficial.

O vereador, em sua justificativa, afirma que muitos moradores do bairro mantém hábitos germânicos na gastronomia, linguagem, dança e música. Além disso, são citados a Escola de Música Maldo Gerheim, o conjunto típico Schmetterling Kapelle, a banda Alemã Cascudo, o Centro Cultural do bairro, com exposições sobre temáticas alemãs e teuto-brasileiras, e o curso de alemão comunitário.

Diante disso, Castelar reitera em seu projeto que  “não há como deixar de destacar que hoje a comunidade do bairro Borboleta ainda respira no seu dia a dia a cultura alemã, sendo um reduto germânico e portanto ‘o bairro alemão de Juiz de Fora’".