Sexta-feira, 08 de agosto de 2008, atualizada às 11h44

Hemominas realiza cadastro de doadores de medula óssea



* Da Redação

A Fundação Hemominas de Juiz de Fora realiza campanha para cadastro de candidatos à doação de medula óssea na Escola Técnica de Enfermagem e Instrumentação Cirúrgica Elizabeth Rombach (Rua Batista de Oliveira, n° 680, centro). A ação acontece nos dias 12 e 13 de agosto, a partir das 19h.

A equipe de captação do Hemocentro Regional de Juiz de Fora vai ministrar uma palestra de conscientização aos alunos e funcionários da escola. Após a palestra todos os interessados poderão se cadastrar como candidatos à doação de medula. A expectativa é de que, nos dias de campanha, cem pessoas sejam cadastradas no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

Quem pode doar?

O candidato à doação de medula óssea deve ter entre 18 e 55 anos, boa saúde e não apresentar doenças, como as infecciosas ou as hematológicas. No dia da coleta, a pessoa recebe todos os esclarecimentos sobre o processo de doação e, em seguida, doa uma pequena amostra de sangue (cerca de 5 ml), que será submetida ao exame de classificação da medula (HLA) e enviado ao Redome.

Quando surgir compatibilidade do doador com algum dos pacientes que aguardam o transplante, novos procedimentos vão garantir a efetivação da doação. Na hora do cadastro, é indispensável apresentação da carteira de identidade ou da carteira de trabalho.

No momento da doação da amostra de sangue, o doador assina um Termo de Consentimento onde os seus dados cadastrais, o resultado da tipagem HLA e os outros resultados dos exames de Histocompatibilidade/Imunogenética serão incluídos no Redome, coordenado pelo Laboratório de Imunogenética do Instituto Nacional do Câncer - Inca, do Ministério da Saúde.

*Informações baseadas em release enviado pelo Hemominas

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.