• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Combate à dengue recebe investimento de R$ 475 mil Secretaria de Saúde recebe ainda verbas para cirurgias eletivas
    e credenciamento de leitos

    Daniele Gruppi
    Repórter
    17/10/2008
    Madalena Fernandes
    Revisora

    A Secretaria de Saúde, Saneamento e Desenvolvimento Ambiental de Juiz de Fora planeja investir R$ 475 mil no combate à dengue. A verba vai ser liberada pelo Governo Estadual. Segundo o secretário Cláudio Moisés Lacerda Reis, o objetivo é abortar o risco de epidemia em Juiz de Fora.

    O dinheiro será investido em contratação de mão-de-obra qualificada, como epidemiologistas, e na capacitação dos profissionais. Atualmente, 640 agentes trabalham no combate à dengue, sendo 140 na endemia e 500 no processo de educação da população. Além disso, serão adquiridos novos equipamentos para a proteção individual dos funcionários, além de seis bombas costais.

    Reis afirma que a Secretaria realiza um sistema informatizado de geoprocessamento - o SISdengue - dos casos de dengue para saber estão os principais focos. Para isso, são analisados os casos notificados, suspeitos e confirmados. Os dados vão ser disponibilizados na página da Prefeitura dentro de um mês, no máximo, dois meses. "O procedimento vai dar mais transparência à luta contra a dengue".

    Números de casos

    Aumenta o número de casos de dengue em Juiz de Fora. A Secretaria de Saúde registra 487 casos de dengue em 2008, sendo 411 locais e 76 importados. Em 2006, foram notificados, em Juiz de Fora, 16 casos de dengue, sendo oito importados. Em 2007, o número subiu para 364, 315 casos locais e 49 importados.

    Combate ao mosquito

    Na próxima segunda-feira, dia 20 de outubro, será realizado o Mutirão contra a Dengue, nos bairros Jóquei Clube I e Jóquei Clube II, com uma ação especial para coleta do "lixo da dengue".

    O Demlurb irá retirar a sujeira acumulada nas calçadas, no período das 07h às 17h, utilizando dois caminhões, oito servidores e equipamentos manuais. Os moradores dos bairros atendidos podem colaborar mais ainda para agilizar o serviço de coleta, juntando materiais que acumulam água e se transformam em local apropriado para a procriação do mosquito da dengue, como pneus velhos e garrafas.

    O trabalho de conscientização da população começou na última segunda-feira, 13 de outubro. A ação se repete no bairro São Judas Tadeu, no dia 03 de novembro.

    Liberação de verbas

    Além da liberação da verba para o combate à dengue, a Secretária de Saúde conseguiu R$ 1 milhão e 400 mil para serem destinados às cirurgias eletivas (não têm caráter de urgência). A expectativa é de que os procedimentos possam ser iniciados em 20 dias e que 100% das cirurgias sejam realizadas no período de seis a oito meses.

    "Existem cerca de oito mil laudos de cirurgias. O custo médio de cada uma é calculado em R$ 300. Seria preciso R$ 2 milhões e 400 mil. Somando esforços, Juiz de Fora e os municípios vizinhos vão adquirir a quantia de R$ 1 milhão, para zerar a fila para cirurgias eletivas", afirma Reis.

    Os leitos de UTI do município também receberão uma verba de R$ 115 mil. O dinheiro será aplicado no credenciamento de dez leitos de UTI adulto da Maternidade Therezinha de Jesus e na reclassificação de dez leitos de UTI do Hospital Universitário, que passarão da complexidade tipo 1 para tipo 2.

    O Governo estadual repassa ainda R$ 1 milhão e 400 mil para recomposição do teto da alta complexidade. Reis revela que já foram depositados R$ 900 mil, correspondentes à primeira parcela do extrapolamento de 2007. A Secretaria ainda vai receber R$ 600 mil dentro de um mês, referente ao extrapolamento de 2008.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.