Quinta-feira, 17 de dezembro de 2009, atualizada às 19h

Santa Casa tem novo prazo para se pronunciar sobre neurocirurgias de urgência e emergência

Aline Furtado
Repórter

Em reunião entre a Secretaria de Saúde (SS) e a Promotoria de Defesa de Saúde, realizada nesta quinta-feira, 17 de dezembro, ficou definido que a Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora terá até o dia 5 de janeiro do próximo ano para se pronunciar quanto ao contrato que prevê a realização de procedimentos de alta complexidade e neurocirurgias pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Devido à recusa dos médicos em realizar neurocirurgias de urgência e emergência pelo SUS, alegando que o valor pago é baixo, a meta acordada não está sendo cumprida pelo hospital. Com o novo prazo, a equipe de neurocirurgiões deverá se reunir para apresentar possíveis soluções para o caso.

A SS afirmou, por meio de sua assessoria, que o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus se dispôs a realizar as cirurgias de alta complexidade que não vêm sendo cumpridas pela Santa Casa. Contudo, a substituição foi negada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, já que o contrato foi estabelecido com o segundo hospital.

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.