• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Quarta-feira, 13 de janeiro de 2010, atualizada às 19h

    Aprovados em concurso da PJF cobram efetivação a partir do anúncio de que as UPAs entrarão em funcionamento

    Aline Furtado
    Repórter

    Um dia após o prefeito de Juiz de Fora, Custódio Mattos (PSDB), ter anunciado que as novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) dos bairros São Pedro e Santa Luzia serão geridas pelo Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e pelo Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, o clima é de insatisfação por parte dos juizforanos. De acordo com o pronunciamento do prefeito, os hospitais farão o gerenciamento, a contratação e o pagamento do pessoal.

    O anúncio causou indignação ao auxiliar de enfermagem Alexandre de Oliveira Santos, aprovado no último concurso para a área de saúde do município, conforme edital publicado com data de 27 de junho de 2008. "Acreditávamos que seríamos, enfim, efetivados nas novas unidades. É um absurdo não termos prioridade. Mas, ainda assim, estamos aguardando a efetivação. Só queremos saber quando seremos chamados." O resultado do concurso que abriu vagas para os cargos de auxiliar de enfermagem, enfermeiro, médicos e cirurgiões-dentista foi divulgado no dia 24 de junho do ano passado. "Vai fazer um ano e não temos qualquer tipo de posicionamento por parte da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF)."

    O vereador Wanderson Castelar (PT) classificou como "estranha" a escolha do modelo de gestão descentralizada, proposto pela PJF. "Não houve qualquer debate com a Câmara Municipal e nem com qualquer tipo de órgãos de representatividade. Esta é mais uma questão guardada a sete chaves, que somente vem à tona com a desculpa de tempo escasso para decisão e impossibilidade de envolver discussões." Para ele, as consequências deste que é o primeiro modelo privatista na história de Juiz de Fora serão a precarização da mão de obra e a queda na qualidade dos serviços oferecidos.

    A Secretaria de Administração e Recursos Humanos (SARH) foi procurada, mas informou que só poderia se posicionar a respeito do assunto na próxima quinta-feira, dia 14, devido a compromissos nesta quarta-feira.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.