Alice Amaral Alice Amaral 6/09/2014

Emagrecer no inverno é mais fácil do que em outras épocas do ano

O corpo gasta mais calorias para se manter aquecido nos dias mais frios

esporteVocê já deve ter ouvido falar que emagrecer no inverno é mais difícil. A sensação é de que nos dias mais frios bate aquela preguiça de se exercitar, dá vontade de ficar mais quieto e comer mais. Tudo isso reunido só pode resultar em uma coisa: ganho de peso. Mas não é bem assim.

O inverno, na verdade, facilita o emagrecimento. O corpo, para se manter aquecido à temperatura ideal, aumenta o gasto calórico em 10%. Aumentar a intensidade dos exercícios aeróbicos nos dias frios queima mais calorias. A troca de calor com o meio ambiente ocorre com mais facilidade durante o inverno, pois a temperatura ambiente geralmente é menor do que a temperatura corporal. O corpo perde calor na tentativa de manter a temperatura normal, o organismo aumenta a produção interna de calor. Acelera o metabolismo e o gasto calórico diário.

A queima calórica está relacionada com o peso, idade e índice de gordura de cada um. Os resultados dependem da intensidade do exercício e de uma alimentação adequada.

E quando o assunto é uma dieta saudável, o glúten é um grande vilão. A questão mais grave é que a proteína está relacionada a alergias e doenças como a celíaca, câncer de estômago e intestino. Ao mesmo tempo, a substância está presente em muitos alimentos ricos em carboidratos, como pães, bolos, massas e cerveja.

Ao trocar esses produtos por opções mais saudáveis, como frutas, vegetais, carne branca e ovos, a possibilidade de emagrecer é maior. Mas apenas cortar o glúten e buscar alimentos semelhantes, livre da substância, não é a solução. Os itens que não contêm glúten podem ter a mesma quantidade de calorias do que os produtos convencionais.

Inverno ou não, praticar exercício físico e manter-se na dieta é fundamental em todas as estações. É importante ressaltar que as refeições devem ser feitas de 3 em 3 horas. A ingestão de líquido também é fundamental: o indicado é beber 2 copos de água nas pausas.

A orientação de um especialista garante o emagrecimento com qualidade e saúde. Quem não procura orientação médica corre o risco de sofrer graves consequências, como deficiências nutricionais, desenvolvimento de doenças, falta de vitaminas, fraqueza e outros problemas.


Alice Amaral é Especialista em Nutrologia - Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Nutrologia; especialista em Medicina do Esporte - Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte; pós-graduada com especialização em Nutriendocrinologia Funcional e Gerenciamento do Envelhecimento Saudável.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.