Armando Falconi Armando Falconi 1/6/2011

Fitoterapia - Plantas em Saúde 

Falar sobre Fitoterapia para mim é algo muito agradável, confortável, pois estou na intimidade deste "caminho" desde minha infância.

Mergulhando em minhas memórias de minha infância, recordo de minha avó Francisca Falconi, "Vó Chica" como era chamada, carinhosamente por todos que tiveram a oportunidade de conviver com ela, que sempre estava cuidando, capinando, plantando e arrumando seus canteiros de plantas medicinais, temperos e outros vegetais.

Comecei seguindo seus passos, carregando as ferramentas para ela, empurrando um carrinho de esterco, ajudando a catar matos e tiriricas, e a medida que fui crescendo, a vida proporcionou-me também a oportunidade de melhorar meus conhecimentos de Fitoterapia através do convívio com um raizeiro de minha cidade chamado José dos Santos e com outros raizeiros e mateiros.

Então veio a fase dos estudos de Acupuntura Chinesa, e na bagagem a Fitoterapia Chinesa, com suas "fórmulas magistrais", algumas com mais de 3.000 anos usadas pelo povo chinês.

Com Dr. Prof. Walter Radamés Accorsi que atuava no Horto de Plantas Medicinais, ligado ao Departamento de Ciências Biológicas, professor Emérito da ESALQ-USP - Campus Piracicaba, pude ampliar ainda mais meus estudos e aprendizados sobre o uso e aplicação das plantas da flora brasileira com fins terapêuticos.

Viajando pelos estados brasileiros, sempre mantive contato com pessoas do mundo da Fitoterapia, desde profissionais de formação superior até homens e mulheres simples do povo que realizavam atendimentos a população, com os conhecimentos adquiridos pela prática e manuseio das plantas.

Aprendi e aprendo sempre, e muito.

O que é fitoterapia?

Ensinamos em nossos Cursos e Palestras, aos que estão chegando agora a este conhecimento, que a palavra Fitoterapia deriva dos termos "Phyton" = vegetal e "Therapeia" = terapia e, segundo o Dicionário Aurélio da língua portuguesa, significa: "Tratamento de doença mediante o uso de plantas".
Explicamos e reforçamos que a Fitoterapia é uma terapêutica caracterizada pelo uso de plantas medicinais em suas diferentes formas farmacêuticas. Entretanto, no Brasil para que um medicamento seja considerado fitoterápico, ele não deve ter, em sua composição, substâncias ativas isoladas, ainda que de origem vegetal.

1) De onde vem e o que são as matérias-primas utilizadas na Fitoterapia?
Respondemos sempre que as matérias-primas dos fitoterápicos são plantas (folhas, caule, flores, raízes ou frutos) com efeitos farmacológicos medicinais, alimentícios, coadjuvantes técnicos ou cosméticos.

Utilizações diversas em fitoterapia

Por ser comentada muitas vezes, mas somente de boca a boca, a terapêutica natural pode deixar algumas dúvidas em relação as propriedades salutares de algumas plantas. Temos observado que esta situação está mudando, pois existem mais pesquisas do que antes em torno dos medicamentos fitoterápicos aqui no Brasil.

Vamos exemplificar a seguir alguns pontos sobre as propriedades benéficas de algumas plantas:

  • Alho (Allium sativum) - é potente para regular a hipertensão, pressão arterial leve, ajusta as altas taxas de gorduras no sangue e previne a aterosclerose – doença que leva a obstrução das artérias. E ainda existem estudos girando em torno do alho no qual defendem que ele atua beneficamente na bexiga, evitando a produção de pedras.
  • Babosa (Aloe vera) - ajuda a bílis no processo da secreção, pode ser usada contra queimaduras, atua como anti-inflamatório natural; na hora da digestão ela auxilia nos processamentos das enzimas, carboidratos, gorduras e proteínas.
  • Hipérico (Hypericum perforatum) - favorece a eliminação dos gases intestinais, e age contra a menstruação escassa, pois como possui propriedades calmantes que atuam em todo o organismo, acalma o sistema reprodutor feminino.
  • Camomila (Matricaria recutita) - poderoso calmante e ainda é excelente para os olhos, ainda possui propriedades anti-inflamatórias, antiespasmódicas, tendo atuação contra as hemorroidas, mastites, úlceras na perna, estomatites, gengivites, vulvovaginites, eczemas e outras dermatites.
  • Hortelã-pimenta (Mentha piperita) - remédio natural para a anorexia e queimaduras, a planta é estimuladora do apetite e calmante, também agindo em todo o organismo. Apresenta propriedades salutares no combate as cólicas menstruais e gases intestinais, e ainda é expectorante poderoso.
  • Salgueiro branco (Salix alba) - anti-inflamatório natural, antitérmico e é analgésico também.
  • Guaco (Mikania glomerata) – é do conhecimento popular que essa planta é um excelente expectorante, anti-inflamatório natural, atenua as incidências das bronquites; e ainda podemos considerá-lo como um poderoso aliado ao bom funcionamento do nosso sistema respiratório. É muito conhecido entre os indígenas, é usado contra as picadas de cobras e insetos.
  • Eucalipto (Eucalyptus globulus) - é antisséptico, expectorante, bactericida e muito mais... Combate asma, dores na bexiga, nefrites, febres, gripes, bronquites, gangrena pulmonar e dores nas cadeiras.
  • Arnica (Arnica montana) - suas propriedades calmantes ajudam também quando fazemos algum hematoma ou contusão, é tônico geral para o sangue, ainda é estimulante do crescimento capilar.
Uso das plantas na alimentação

É de conhecimento geral de todos que as plantas atuam de uma maneira poderosa, complementar em nossa alimentação. Muitas delas possuem propriedades condimentares que, concomitantemente, são terapêuticas, e a medida que são introduzidas na alimentação melhoram a qualidade de vida das pessoas, dentre muitas podemos colocar o gengibre, a canela, a sálvia e inúmeras outras que seriam impossíveis mencionarmos.

Existem ainda plantas com outras propriedades, por exemplo, as leguminosas que são ricas em isoflavonas que são fitoestrogenos (hormônios de origem vegetal) que possuem a capacidade de atuar no sistema reprodutor feminino diminuindo a atuação dos sintomas da menopausa, devido suas propriedades muito semelhantes ao hormônio feminino estrogênio.

Vale lembrar ainda as plantas que contribuem na complementação da alimentação, em forma de chás, compressas, gargarejos, óleos, unguentos, escalda-pés, tinturas, etc.

Muitas plantas possuem comprovadas propriedades anti-inflamatórias, anti-helmínticas, antioxidantes, antiespasmódicas, como a hortelã, a camomila, a erva-cidreira, carqueja, banchá, etc. E além do mais um chá quente para aquecer o corpo nesse frio vai muito bem.

Frutas e legumes para ser mais saudável

Estamos comentando sobre o poder das frutas, legumes, hortaliças, sementes, brotos e raízes no intuito de mais valorização e consumo por parte das pessoas, pois eles muito contribuem a favor de uma vida mais plena e saudável.

As frutas juntamente com outros alimentos ajudam ao organismo a abastecer-se de quantidades de fibras, proteínas, vitaminas, sais minerais e frutoses de que ele necessita para uma vida cheia de saúde.

As frutas são compostas praticamente de água, que é o composto fundamental para manter os tecidos orgânicos preservados, saudáveis.

Ainda encontramos a celulose nas frutas, que é um nutriente necessário para regular e manter o bom funcionamento dos intestinos, com isso ficamos longe da prisão de ventre. Elas são de fácil digestão e ainda desintoxicam o organismo.

Como fonte de sais minerais, as frutas são indispensáveis ao crescimento infantil, grande aliada nesse processo, pois ajudam a evitar a subnutrição o raquitismo, etc.

Podemos contar que as frutas vermelhas como as alaranjadas possuem altos níveis de caroteno, substâncias anticancerígenas, e as frutas cítricas apresentam as vitaminas C que fortalecem o sistema imunológico. O ideal é ingerir frutas no espaço entre uma e outra refeição, pois são nesses intervalos que se têm o melhor aproveitamento dos nutrientes.

Agora vamos falar dos legumes, curioso que a palavra legume significa as partes comestíveis de uma planta. Alguns legumes podem ser consumidos crus, cozidos, como a cenoura a e beterraba. Enquanto outros são tradicionalmente cozidos como o caso da batata doce e batata baroa.

O conteúdo nutricional dos legumes pode variar de acordo com cada tipo, mas geralmente a maioria contém porcentagens de proteínas, vitaminas, sais minerais, fibras, hidratos de carbono, água, gorduras e ainda substâncias antioxidantes, antibactericidas, antifúngicas, antivirais e até mesmo anticancerígenas.

Você é o resultado do que você come

Assim iniciaremos no próximo mês a continuidade deste assunto.

Com sinceros votos de bom apetite e muita saúde em sua vida, ficamos à disposição para responder e esclarecer pontos relacionados a este tema.

Quer saber mais? Entre em contato conosco, pois as informações são muitas, mas o espaço do artigo é limitado.

Aguardamos seu e-mail.

Encerramos com saudações holísticas!



Armando Falconi Filho
é Terapeuta Holístico, Escritor, Consultor, Conferencista
Saiba mais clicando aqui

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.