• Assinantes
  • Autenticação
  • Só Sabor
    Terça-feira, 5 de fevereiro de 2019, atualizada às 8h30

    Merenda saudável contribui diretamente para a qualidade de vida de crianças e adolescentes

    Da redação

    Pensar em alimentação saudável (confira) não significa apenas considerar a ingestão de alimentos ricos em vitaminas e nutrientes, mas também da mudança de hábitos alimentares.

    Quando o foco dos ingredientes saudáveis é a merenda, é preciso pensar em envolver toda a comunidade escolar neste processo. "Precisamos trabalhar com professores, alunos e pais. Crianças e adolescentes passam grande parte do dia na escola. Assim, é fundamental que tenham acesso a alimentos ricos e que sejam oferecidos de forma saudável", lembra a nutricionista escolar Cinthya Quirino.

    A merenda saudável pode evitar problemas de saúde, como a obesidade infantil, o aumento do nível de colesterol e o diabetes, que podem ser adquiridos devido aos maus hábitos alimentares. O ideal é manter a ingestão de cinco frutas diferentes durante o dia, além de arroz, feijão, carne, verduras e legumes. Na alimentação podem estar presentes pães integrais, iogurte, sucos naturais e queijos magros.

    A nutricionista lembra que entre os alimentos que devem ser priorizados na merenda estão leite, iogurte, salada de frutas, bolo, biscoito, mel, entre outros. "Há tempos era comum ver canjica fazer parte da merenda escolar. Hoje temos alimentos como arroz, feijão, carnes, legumes, verduras e outros com valor nutricional bem maior."

    Ela lembra ainda a importância de a família acompanhar o que os filhos estão utilizando como merenda. "Deve haver abertura da escola para que os pais estejam cientes do que é ingerido pelos seus filhos", destaca, ressaltando, que as mudanças na merenda escolar estão previstas na chamada "lei da merenda saudável". Sancionada pelo governo do Estado em 2009, a Lei 18.372/09 restringe o fornecimento e a comercialização em escolas públicas e privadas de alimentos gordurosos, com muito açúcar e sal, e com poucos nutrientes. Na cidade, a fiscalização, sem aplicação de multa, fica por conta da Vigilância Sanitária, que verifica a qualidade dos alimentos e as condições de higiene das cantinas escolares.

    Alimentação saudável

    A maioria dos brasileiros se esforça para manter uma alimentação saudável, buscando consumir produtos mais frescos e nutricialmente ricos. O resultado faz parte de levantamento da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). 

    Oito em cada dez brasileiros afirmam que se esforçam para ter uma alimentação saudável e 71% dos entrevistados apontam que preferem produtos mais saudáveis, mesmo que tenham que pagar caro por eles. O mesmo percentual (71%) admite estar satisfeito com a própria alimentação.

    A pesquisa ouviu 3 mil pessoas com mais de 16 anos em 12 regiões metropolitanas brasileiras, entre setembro e outubro de 2017.

    A qualidade dos alimentos e as condições de higiene das cantinas localizadas em instituições de ensino de Juiz de Fora estão sendo fiscalizadas pela Vigilância Sanitária. De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde, Ivander Mattos Vieira, existem duas situações a serem verificadas. Uma diz respeito às instituições que administram as cantinas, a outra se refere aos estabelecimentos terceirizados.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.