Passeio, férias, diversão, tranqüilidade e segurança Para garantir o sossego em uma viagem longa, o ideal é se organizar antes de sair. Anote as dicas que você não pode esquecer


Marinella Souza
Colaboração*
27/12/2007


Fim de ano, férias, verão. Esses ingredientes trazem uma associação imediata: viajar. Hotel escolhido, malas prontas e é só partir, certo? Infelizmente, não! Fazer uma viagem sem programação, planejamento e organização pode transformar o seu passeio dos sonhos em um verdadeiro pesadelo.

Pensando nisso, a equipe do portal ACESSA.com selecionou algumas dicas que podem contribuir para que 0o seu passeio transcorra com tranqüilidade. Todas devem ser feitas antes de viajar. São procedimentos importantes para garantir a segurança da sua casa e da sua viagem.

Programando a viagem
A primeira providência que a pessoa deve tomar quando decide que é hora de viajar é pesquisar. Uma vez com o local definido, é preciso procurar muito, avaliar cada pacote, cada oferta para não correr o risco de ser enganado.

Em caso de viagens internacionais, é importante que se pesquise as leis locais, para que se possa respeitá-las e evitar constrangimentos. Mas, indo para perto ou para longe, é fundamental que se pesquise também um pouco sobre o local desejado para saber se vai encontrar realmente o que espera na viagem.

Local escolhido, pacote fechado, reservas feitas, é hora de pensar nos detalhes. Dedicar um bom tempo à bagagem é fundamental para evitar deixar algo importante para trás ou carregar peso demais.

Uma boa dica é reembalar produtos como perfumes, cremes e shampoos em embalagens menores e cuidando para não deixar que fazem na bagagem. O ideal é colocar esses produtos em uma necessaire bem fechados.

Ao organizar a mala, pense no clima do local a ser visitado e evite colocar roupas em excesso. Se está de partida para a praia, abuse de shorts, camisetas e chinelos, mas não esqueça de levar pelo menos uma muda de roupas mais quente, para qualquer imprevisto. Em tempos de efeito global, tudo pode acontecer.

Viajando com as crianças

Caso os pequenos estejam incluídos no passeio, é bom tomar alguns cuidados especiais. Em uma pequena bagagem de mão, é importante ter bastante água e sucos para evitar a desidratação. Biscoitos para lanchinhos rápidos também são muito bem -vindos.

Como normalmente as crianças ficam impacientes no percurso, ter brinquedos ou mesmo dvds (quando isso é possível) e músicas sempre à mão são excelentes alternativas para distraí-los.

Casacos e fraldas também não devem ficar empacotados no porta-malas ou no bagageiro. O ideal é que esses utensílios estejam em um local de fácil manuseio, de preferência, todos em um único compartimento.

Preparativos finais

Com tudo organizado é preciso cuidar dos últimos detalhes. As contas devem estar todas pagas ou no débito automático. Outra alternativa é deixar o cheque com alguém de confiança ( vizinho, parente ou amigo) para que sejam pagas no prazo correto.

Essa pessoa de confiança pode ser a mesma designada a cuidar da casa, pegar a correspondência, aguar as plantas e cuidar dos animais. Isso é muito importante para garantir a segurança da casa e evitar surpresas desagradáveis na volta.

Reduzir a quantidade de alimentos frescos que costuma consumir no período que antecede a viagem evita desperdícios. Para garantir o conforto, a dica é amaciar os sapatos que serão levados para a viagem e adaptar o sono e os hábitos alimentares ao ritmo do local para onde está indo. De malas prontas para o nordeste, a historiadora, Daniela Barbosa, já está previnida.

Ela conta que colocou bastante roupas leves e outros ítens práticos na bagagem. "Como estou indo para uma cidade de praia, não estou me preocupando com roupas muito pesadas, coloquei, short, saia, biquini", diz.

Além disso, a historiadora não esqueceu da proteção. "Óculos escuros, bonés e protetor não podem faltar". Para registrar cada detalhe da viagem, Daniela já separou as baterias e a câmera. "Estou indo para aquela região pela primeira vez, não poderia deixar de registrar", comenta. Essa aliás, é uma boa dica, levar uma câmera fotográfica ou filmadore para ter um registro do passeio, afinal, nem sempre a memória colabora.

Depois de tudo acertado é só afivelar as malas e, agora sim, partir. Lembrando sempre de tomar muita água, respeitar o local para onde está indo, valorizar a economia local, comprando artesanatos e produtos típicos e ser gentil sempre com os nativos para que possam te ajudar sempre que for preciso.

*Marinella Souza é estudante de Comunicação Social na UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.