Quero viajar para o exterior. E agora? O Portal ACESSA.com preparou um guia com tudo o que
você precisa saber antes sair do país


Patrícia Rossini
*Colaboração
Madalena Fernandes
Revisão
02/02/2009

Se uma viagem para o exterior faz parte dos seus planos em 2009, atenção: na hora de sair do país, é preciso pesquisar as especificidades do local pretendido. Toda viagem internacional requer o conhecimento básico do país de destino, já que, em alguns casos, é necessário obter um visto de turismo para possibilitar o passeio.

De acordo com a proprietária de uma agência de turismo, Lícia Goulart (foto abaixo), seis meses é o tempo ideal para o planejamento de uma viagem internacional. "Quando a pessoa se prepara com antecedência, pode tirar o passaporte e o visto com calma. O roteiro também é de extrema importância. É preciso que o turista tenha algum conhecimento do local que pretende visitar para poder definir os lugares que deseja conhecer e ganhar tempo", explica.

Malas prontas

Lícia Goulart

O primeiro passo do planejamento de uma viagem para o exterior é saber quais as normas para entrada no país. Em alguns casos o visto não é necessário, mas, mesmo assim, cada país exige o cumprimento de uma série de exigências. Dentre as mais comuns, estão a comprovação da viagem (reserva de hotel, passagens de ida e volta) e a comprovação de renda no país de origem.

Certos países da Europa, como a Espanha, Itália, Portugal, Alemanha e França, dispensam visto para turistas brasileiros que planejam viajar por até 90 dias. No entanto, alguns usam critérios como seguro-saúde, valor mínimo para permanência, passaporte com validade mínima de seis meses e comprovantes de hospedagem.

Visto

Mariana Freitas Quando o turista precisa obter o visto de turismo para ingressar no país, é necessário ter atenção às normas de cada local. Mariana Freitas (foto ao lado) e Laila Andrade(foto abaixo), proprietárias de uma agência especializada em vistos, explicam que o procedimento pode ser facilitado com a assessoria de despachantes. "Os consulados facilitam a obtenção do visto para os turistas que optam pelo serviço de despachantes. Isso acontece porque as agências especializadas ajudam em todo o processo e, dessa forma, a pessoa entrega toda documentação do jeito certo", diz Mariana.

Laila Andrade Entre os países mais procurados, estão Canadá, Austrália e Estados Unidos. Segundo Laila, o tempo para conseguir o visto varia em cada país. Para a Austrália e o Canadá, a média de espera é de 15 dias úteis.

No caso dos Estados Unidos, a permissão pode demorar até três meses. "O visto americano é mais complicado porque tem a entrevista. Com a crise, ficou mais fácil de marcar. Mas, em alguns períodos, o turista pode levar até três meses para conseguir a entrevista", afirma. Depois da entrevista, a resposta do consulado demora cerca de 15 dias.

Outro dado importante é que o consulado não reembolsa nenhuma das taxas, mesmo se a pessoa tiver o visto negado. Por isso, a recomendação é tirar o passaporte e fazer o requerimento do visto antes de comprar as passagens.

Se o visto for negado, o viajante pode ter problemas. "O visto negado atrapalha muito, pois fica registrado no passaporte. Todos os consulados levam isso em consideração", alega Laila. Países como o México vetam novas tentativas por até seis meses. "Apesar desse prazo para uma nova tentativa, poucos países cobram esse período. No caso do México, a espera é obrigatória", detalha Mariana.

Comodidade

Quem não quer se preocupar com a burocracia para a obtenção do visto pode optar pelas agências especializadas. Em Juiz de Fora, esse serviço já está disponível.

Para o visto americano, o custo do serviço com todas as taxas inclusas é de R$ 540*. No caso do australiano, o preço é R$ 393*. O visto canadense pode ser de uma entrada, válido para seis meses, ou de múltiplas entradas, que pode valer por até cinco anos. Na primeira situação, o valor cobrado é de R$ 380* e, na segunda, é de R$ 515*.

* Preços consultados em fevereiro de 2009. Informações referentes ao visto para turismo.

* Patrícia Rossini é estudante de Comunicação Social da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Arquivo

Ver mais...