Pontos históricos-culturais de JF ganham reforma Os primeiros da lista são o painel das Quatro Estações, o prédio da antiga prefeitura, a estação ferroviária de Igrejinha, além de relógios mais antigos



Renata Cristina
Réporter
19/03/2007

Ícones do patrimônio histórico-cultural de Juiz de Fora começam a ser restaurados a partir da próxima semana. Os primeiros da lista são o painel das Quatro Estações, o prédio da antiga prefeitura, a estação ferroviária de Igrejinha, além de relógios mais antigos do entorno. Se somados, os investimentos chegam à base de R$ 85 mil.

Inaugurado em 1918, o prédio do antigo Paço Municipal, atualmente sede da Funalfa, vai ganhar pintura na fachada e restauração do relógio localizado no topo da edificação. "Durante o período de reforma, guardas municipais vão ser treinados para atuar no local, com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da preservação do prédio", observa a superintendente da FUNALFA, Marluce Araújo Ferreira.

A obra deve custar R$ 12,5 mil e conta com o financiamento da Futura Tintas. De acordo com o prefeito Alberto Bejani, a intenção da prefeitura é manter um efetivo de oito guardas municipais, permanentemente no Parque Halfeld. "Ainda não temos a data, mas esses profissionais devem ser treinados pela Secretaria de Educação", esclarece Marluce.

O projeto de prevenção determina, ainda, a fixação de pequenas estruturas de proteção no beiral das janelas e cordões com suporte móvel. Os artesãos que atuam na área também devem entrar no esquema de conservação da fachada do prédio, através de um plano educativo elaborado especialmente para a classe.

Outro ponto que ganha novos ares é o painel "As Quatro Estações", de Candido Portinari, localizado na fachada principal do Edifício Clube de Juiz de Fora, em frente ao Parque Halfeld. Como o monumento foi tombado pelo município em 1997, precisou da aprovação do pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural, que já deu o aval para o início das obras. Cerca de cinco restauradores estarão envolvidos no processo.

foto da Praça da Estação foto da Praça da Estação

Entre os relógios históricos que estão na lista de restauração, entram, além do Paço Municipal, o da Praça da Estação e o do Centro Cultural Bernardo Mascarenhas. O trabalho já foi iniciado e conta com o investimento de R$ 11 mil da MRS Logística e da multinacional Onduline.

Também na lista de prioridades, está a restauração e revitalização da Estação Ferroviária de Igrejinha. No local, tombado pelo patrimônio histórico municipal e em processo de avaliação do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, a prefeitura pretende construir um centro de cultura. A Funalfa receberá o recurso da ordem R$ 60 mil do Fundo Estadual de Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.