Aeroporto Municipal terá serviços terceirizados Infraero entrega administração do aeroporto da
Serrinha à Prefeitura, que abre licitação



Renata Cristina
Réporter
25/04/2007

O aeroporto municipal Francisco Álvares Assis, mais conhecido como aeroporto da Serrinha, passará a ser administrado por uma empresa terceirizada, a partir de 23 de junho deste ano, data prevista pela Infraero para deixar o local. Conforme informou a assessoria da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Portuária, a não renovação do contrato contempla razões estratégicas, já que a empresa irá assumir o Aeroporto Regional.

Após a aprovação da mensagem número 3.598, pela Câmara Municipal, que admite a concessão da área a uma empresa terceirizada, será aberto o processo de licitação. "A prefeitura se antecipou pelo fato de não podermos ficar sem o Aeroporto em Juiz de Fora, já que temos operadoras em atividade na área", esclarece José Maurício Gomes, Secretário de Planejamento e Gestão Estratégica.

Os custos com empresas de segurança, limpeza da estação de passageiros, além de despesas com energia e telefone continuariam sob responsabilidade do município. "O investimento será o mesmo por parte da administração municipal, que gira em torno de R$ 30 a R$ 40 mil mensais", observa o secretário.

Ao assumir os gastos na ordem de 9% da despesa total, o executivo concederia um incentivo a nova empresa, já que o atual movimento de aeronaves e passageiros não gera receita suficiente para cobrir as despesas do aeroporto. "A cidade vive um dilema, pois a prefeitura tentou renovar o contrato com a Infraero por mais cinco anos, mas não foi possível", afirma o vereador Paulo Rogério.

Na justificativa do processo licitatório, também é declarado que as obras de grande porte no aeroporto serão excluídas da responsabilidade da empresa a ser contratada, como o recapeamento de pistas, pátio de estacionamento e contenção de encostas.

A concessão estaria prevista por cinco anos e admite prorrogação, segundo o texto da lei. "A aprovação deste projeto viabiliza a abertura de licitação e, ainda, é de extrema importância, pois não deixará a cidade sem o aeroporto", considera o vereador Eduardo Novy.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.