Sábado, 28 de setembro de 2019, atualizada às 9h15

Projeto realiza debate sobre suicídio nas escolas

Da redação

Na próxima segunda-feira, 30 de setembro, o projeto "Em favor da vida" vai realizar um debate entre profissionais da área de saúde mental e representantes de instituição de ensino público e privada sobre suicídio, na Câmara Municipal. Com a temática "O que as escolas, colégios, faculdades e universidades podem fazer para a prevenção do suicídio de alunos e professores", o evento ocorre das 9h às 12h. Estudantes e professores são o foco da ação, mas a participação será aberta ao público que não precisa fazer inscrição prévia. Basta chegar no horário e local agendados.

O pastor e fundador do projeto, Adilson de Souza Madeira, diz que o objetivo do debate é alertar para uma situação cada vez mais presente nas instituições de ensino e fomentar nas discussões formas para que as instituições possam lidar melhor com esses casos envolvendo seu corpo discente e docente.

"A pauta central é o suicídio. Temos observado que jovens estudantes estão cada vez mais recorrendo ao suicídio. E não menos distante, alguns professores que chegam ao extremo de estresse, problemas financeiros e acabam recorrendo ao suicídio. Nossa intenção é abordar o assunto e discutir como podemos nos unir para minimizar esses casos", explica o idealizador.

Ações contra suicídio em JF

Além dos debates, o projeto já definiu agenda para o mês de outubro, quando será debatido mais uma vez o autoextermínio, mas com foco nos agentes de segurança pública.

O fundador recorda que existe um Projeto de Lei (PL) de iniciativa do vereador José Fiorilo (PTC) tramitando no Legislativo com intuito de criar o Dia Municipal de Conscientização e Prevenção ao Suicídio, proposto para dia 10 de setembro. "Desenvolvi um site com informações vinculadas ao Centro de Valorização da Vida (CVV), depoimentos e vídeos que podem colaborar com a pessoa em situação de vulnerabilidade. Além disso, estamos buscando apoio em empresas e Prefeitura para colocarmos adesivos com frases em favor da vida nas lixeiras, pontos de ônibus, nas empresas e nos espaços públicos", completa.

Como divulgado no último dia 17 de setembro, Juiz de Fora passará a contar com um posto do CVV. O projeto funciona com a participação voluntários capacitados para atenderem através do telefone 188 às pessoas que necessitam de apoio e é considerado uma importante ferramenta na prevenção ao suicídio. A sede funcionará em uma sala cedida no prédio da Câmara.

Segundo dados levantados pela assessoria do vereador, com base nos registros da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Samu e unidades de saúde, a cidade já registrou 147 casos de suicídios tentado e consumado até dia 27 de setembro, em alguns dos registros as vítimas são estudantes.

Sábado, 28 de setembro de 2019, atualizada às 9h15

Projeto realiza debate sobre suicídio nas escolas

Da redação

Na próxima segunda-feira, 30 de setembro, o projeto "Em favor da vida" vai realizar um debate entre profissionais da área de saúde mental e representantes de instituição de ensino público e privada sobre suicídio, na Câmara Municipal. Com a temática "O que as escolas, colégios, faculdades e universidades podem fazer para a prevenção do suicídio de alunos e professores", o evento ocorre das 9h às 12h. Estudantes e professores são o foco da ação, mas a participação será aberta ao público que não precisa fazer inscrição prévia. Basta chegar no horário e local agendados.

O pastor e fundador do projeto, Adilson de Souza Madeira, diz que o objetivo do debate é alertar para uma situação cada vez mais presente nas instituições de ensino e fomentar nas discussões formas para que as instituições possam lidar melhor com esses casos envolvendo seu corpo discente e docente.

"A pauta central é o suicídio. Temos observado que jovens estudantes estão cada vez mais recorrendo ao suicídio. E não menos distante, alguns professores que chegam ao extremo de estresse, problemas financeiros e acabam recorrendo ao suicídio. Nossa intenção é abordar o assunto e discutir como podemos nos unir para minimizar esses casos", explica o idealizador.

Ações contra suicídio em JF

Além dos debates, o projeto já definiu agenda para o mês de outubro, quando será debatido mais uma vez o autoextermínio, mas com foco nos agentes de segurança pública.

O fundador recorda que existe um Projeto de Lei (PL) de iniciativa do vereador José Fiorilo (PTC) tramitando no Legislativo com intuito de criar o Dia Municipal de Conscientização e Prevenção ao Suicídio, proposto para dia 10 de setembro. "Desenvolvi um site com informações vinculadas ao Centro de Valorização da Vida (CVV), depoimentos e vídeos que podem colaborar com a pessoa em situação de vulnerabilidade. Além disso, estamos buscando apoio em empresas e Prefeitura para colocarmos adesivos com frases em favor da vida nas lixeiras, pontos de ônibus, nas empresas e nos espaços públicos", completa.

Como divulgado no último dia 17 de setembro, Juiz de Fora passará a contar com um posto do CVV. O projeto funciona com a participação voluntários capacitados para atenderem através do telefone 188 às pessoas que necessitam de apoio e é considerado uma importante ferramenta na prevenção ao suicídio. A sede funcionará em uma sala cedida no prédio da Câmara.

Segundo dados levantados pela assessoria do vereador, com base nos registros da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Samu e unidades de saúde, a cidade já registrou 147 casos de suicídios tentado e consumado até dia 27 de setembro, em alguns dos registros as vítimas são estudantes.

-
Sábado, 28 de setembro de 2019, atualizada às 9h15

Projeto realiza debate sobre suicídio nas escolas

Da redação

Na próxima segunda-feira, 30 de setembro, o projeto "Em favor da vida" vai realizar um debate entre profissionais da área de saúde mental e representantes de instituição de ensino público e privada sobre suicídio, na Câmara Municipal. Com a temática "O que as escolas, colégios, faculdades e universidades podem fazer para a prevenção do suicídio de alunos e professores", o evento ocorre das 9h às 12h. Estudantes e professores são o foco da ação, mas a participação será aberta ao público que não precisa fazer inscrição prévia. Basta chegar no horário e local agendados.

O pastor e fundador do projeto, Adilson de Souza Madeira, diz que o objetivo do debate é alertar para uma situação cada vez mais presente nas instituições de ensino e fomentar nas discussões formas para que as instituições possam lidar melhor com esses casos envolvendo seu corpo discente e docente.

"A pauta central é o suicídio. Temos observado que jovens estudantes estão cada vez mais recorrendo ao suicídio. E não menos distante, alguns professores que chegam ao extremo de estresse, problemas financeiros e acabam recorrendo ao suicídio. Nossa intenção é abordar o assunto e discutir como podemos nos unir para minimizar esses casos", explica o idealizador.

Ações contra suicídio em JF

Além dos debates, o projeto já definiu agenda para o mês de outubro, quando será debatido mais uma vez o autoextermínio, mas com foco nos agentes de segurança pública.

O fundador recorda que existe um Projeto de Lei (PL) de iniciativa do vereador José Fiorilo (PTC) tramitando no Legislativo com intuito de criar o Dia Municipal de Conscientização e Prevenção ao Suicídio, proposto para dia 10 de setembro. "Desenvolvi um site com informações vinculadas ao Centro de Valorização da Vida (CVV), depoimentos e vídeos que podem colaborar com a pessoa em situação de vulnerabilidade. Além disso, estamos buscando apoio em empresas e Prefeitura para colocarmos adesivos com frases em favor da vida nas lixeiras, pontos de ônibus, nas empresas e nos espaços públicos", completa.

Como divulgado no último dia 17 de setembro, Juiz de Fora passará a contar com um posto do CVV. O projeto funciona com a participação voluntários capacitados para atenderem através do telefone 188 às pessoas que necessitam de apoio e é considerado uma importante ferramenta na prevenção ao suicídio. A sede funcionará em uma sala cedida no prédio da Câmara.

Segundo dados levantados pela assessoria do vereador, com base nos registros da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Samu e unidades de saúde, a cidade já registrou 147 casos de suicídios tentado e consumado até dia 27 de setembro, em alguns dos registros as vítimas são estudantes.