Quarta-feira, 09 de janeiro de 2007, atualizada às 13h

Mapro recebe R$ 685 mil para reforma e restauração das fachadas e do telhado do Prédio. Restauração está na terceira fase das reformas


Marinella Souza
*Colaboração

A restauração da Fundação Museu Mariano Procópio (Mapro) está sendo realizada por etapas. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, a obra está na terceira fase. Na última terça-feira, 08, foi assinado o contrato da Mapro com a Secretaria de Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais (Setop/MG).

Com essa parceria, a Mapro recebe recursos na ordem de recursos de R$ 685 mil para reforma e restauração das fachadas e do telhado do Prédio Mariano Procópio. Ao todo a instituição já adquiriu R$ 6 milhões para as obras, mas ainda faltam R$ 12 milhões para que todo o projeto seja concluído.

O projeto de reforma da Mapro prevê a construção do Centro Cultural e Administrativo da Mapro, que visa aglomerar o setor técnico-administrativo e um espaço para eventos, a restauração de peças do Museu Mariano Procópio e a abertura do porão da vila do Museu, que nunca foi aberto à visitação.

Segundo informações da assessoria, a previsão é de cerca de dois anos para que toda a restauração da fundação seja executada porque depende de autorização do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) para mexer nas obras do Museu.

O trabalho de fundação do prédio Mariano Procópio já está finalizado, faltando alguns últimos detalhes, como implantação da rede de esgoto dos novos sanitários públicos, da estrutura de prevenção e combate a incêndios e nova paginação de pisos.

*Marinella Souza é estudante de Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.