New York, Las Vegas, Los Angeles... Foi uma viagem dos sonhos para a estudante Aline Pina Lorentz,
que ficou um mês fora e já pensa em voltar


Renata Solano
*Colaboração
07/02/2008
ACESSA multimídia

Nova Iorque tornou-se um roteiro de viagem inesquecível para a estudante Aline Pina Lorentz, afinal, programação não falta nesta cidade americana que é a mais populosa do país. "Maravilhoso demais! Realmente dá para sentir vontade de voltar todos os anos", comenta.

A jovem saiu do Brasil no dia 23 de dezembro para comemorar o Natal e o Ano Novo junto com mais três amigos: Thaís, Matheus e Gabriela. Chegaram no país de destino no dia 24 e foram para as ruas da cidade conhecer os parques, os museus e toda a cultura norte americana.

Na noite de Natal, cansados de tanto passear, passaram a virada do dia 24 para o dia 25 dormindo. Mas a noite de réveillon foi especial, turistas de tudo, foram para Times Square. "Poderia ser melhor, lá é muito muvucado porque tem gente demais, eles separam a gente em espaços como se fôssemos gado de corte", descreve.

Dividida entre o consumo e a diversão, Aline conta que a cidade de Nova Iorque é excelente para fazer compras. "Lá é tudo muito barato, tem um shopping com grifes famosas, chama outlet, que vende tudo mais barato que nas lojas", lembra.

Aline nos EUA Aline nos EUA Aline nos EUA

Com muita programação, a jovem ficou impressionada com as lojas de doces. "Encontrei todos os produtos do Willy Wonka, da "Fantástica Fábrica de Chocolate", tanto a barra dourada quanto as balas que mudam de gosto na boca. Além disso encontrei os feijões mágicos de todos os sabores do "Harry Potter", muito bom, fiquei fascinada", admite.

Outras aventuras como visitar um bar de Nova Iorque, conhecer artistas como Picasso e Van Gogh nos museus tradicionais da cidade, ficar presa nas portas do metrô e comer muitas besteiras fizeram parte da aventura da moça.

Aline nos EUA Aline nos EUA Alnie nos EUA

Não satisfeita com uma semana em Nova Iorque, Aline resolveu visitar os parentes em San Diego. Os primos que moram há cerca de dois anos na cidade foram hospitaleiros e mostraram para ela cidades como Las Vegas, Los Angeles e a própria San Diego.

"Em Las Vegas eu fui em cassinos e até joguei um pouco. O esquema era oferecer U$ 10 (dez dólares) de gorjeta para as garçonetes e elas ofereciam drinks para a gente toda a noite. Eu jogava na maquininha de um centavo e ficava a noite inteira me divertindo, até ganhei uns trocados", comenta.

A aventura terminou no dia 25 de janeiro, quando Aline embarcou no avião de volta para o Brasil. "Não sei se foi a mudança de clima ou do próprio hábito alimentar, mas cheguei passando um pouco de mal, mas o mal estar passou e as lembranças são maravilhosas, quero volta no ano que vem para lá", afirma.

Aline nos EUA Aline nos EUA Aline nos EUA

*Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.