• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação



    Obras literárias indicadas no vestibular


    Dicas para que a leitura seja agradável e compreensiva

    Sílvia Zoche
    05/05/04

    A professora Maria Laura Muller dá dicas de como aproveitar bem a leitura. Veja também algumas indicações de leitura para o Vestibular

    Ouça! Leia! Leia!

    Maria Laura Muller da Fonseca e Silva O segundo semestre se aproxima. A impressão é que existe pouco tempo para ler todas as obras de literatura indicadas para o Vestibular. Isso sem contar as outras matérias que devem ser estudadas. Mas não existe motivo para apavoramento.

    A professora e especialista em Teoria da Literatura, Maria Laura Muller da Fonseca e Silva (foto ao lado), dá aula em três cursinhos pré-vestibulares de Juiz de Fora. Ela explica que é fundamental a leitura de todos os livros indicados. E cada livro pode ser lido uma única vez, mas alerta: "é importante que o aluno esteja concentrado na leitura para que não perca os fatos da narrativa".

    Perfil de tradição

    As obras literárias são escolhidas por uma banca que analisa o conhecimento do aluno, como os estilos de época, o estilo individual do autor e a interpretação de texto. Segundo a professora Maria Laura, o perfil da banca da UFJF é voltado para a interpretação de texto. "O aluno tem que compreender o que está lendo e não se prender somente ao estilo literário", aconselha a professora. Além disso, a UFJF valoriza os canônicos, os autores de tradição literária.

    Os professores de cursinhos dão as dicas aos vestibulandos, avaliando as provas dos anos anteriores. "Como no vestibular passado a banca da UFJF enfatizou a poesia, no vestibular de 2005 é provável que se dê mais destaque aos livros", diz Maria Laura. Outro fator que deve diferenciar a abordagem Divulgação das obras na prova de 2005, foram as severas críticas das questões passadas. "No vestibular passado foi cobrada a leitura de 18 livros. O aluno se esforça para guardar diversas informações. Chega na hora da prova e são cobradas questões de apenas três livros".

    Entre as 12 obras exigidas pela UFJF, a professora Maria Laura avalia o livro Levantado do chão (imagem ao lado), de José Saramago, como o mais complexo por exigir uma certa noção sobre a história recente de Portugal e do estadista Salazar. "Além disso, a linguagem de José Saramago é diferente, porque não usa as regras de pontuação. É uma leitura pesada, mas como ganhou o Nobel de Literatura, está entre os indicados", diz a professora.

    Estilo de época e autor

    Nas faculdades particulares da cidade como UNIPAC, Vianna Júnior, Granbery e Estácio de Sá, a professora diz que normalmente não são exigidos livros. As instituições pedem a identificação de textos formais, estilos em verso e prosa, gênero, entre outras especificidades de texto literário. Mas a professora lembra que "nada impede que livros mais conhecidas, que foram estudados na escola sejam cobrados".

    No CES/JF são cobrados alguns livros. A lista é mantida igual por cerca de três anos. "Como a listagem foi mudada o ano passado, creio que no vestibular do meio do ano serão exigidas as mesmas obras", diz Maria Laura. Nas outras instituições particulares da cidade, a professora ainda não tem informações sobre as provas.

    Na UFMG, a cobrança dos livros privilegiou os autores contemporâneos e, provavelmente, com questões mais voltadas para interpretação de texto. "A lista é bem voltada para os autores à margem da tradição. Dessa vez, a universidade não exigiu os canônicos". Entre os livros indicados está A roda do mundo, do poeta juizforano e professor do departamento de Letras da UFJF, Edimilson de Almeida Pereira, em parceria com Ricardo Aleixo. A professora Maria Laura, que teve aulas com o professor e poeta, só tem elogios. "Ele é excelente professor, poeta e uma ótima pessoa".

    Em outras universidades, como a Universidade Federal de Viçosa (UFV) e a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), a lista de obras ainda não foi confirmada. "As questões avaliam mais a relação entre estilo e autor, do que interpretação de texto", diz a professora.

    Leia mais:

  • Dicas para uma boa leitura
  • Indicações de livros de algumas instituições universitárias
  • Confira o resumo da obra A hora e a vez de Augusto Matraga

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.