• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Novos rumos para a pós-graduação


    UFJF consegue a aprovação da Capes para quatro novos
    cursos de Mestrado e um de Doutorado

    Fernanda Leonel
    Repórter
    17/07/2006

    Clique no ícone ao lado para acompanhar a evolução dos números de Mestrado e Doutorado nos últimos oito anos na UFJF

    Leia

    Boa notícia para quem acredita que a jornada acadêmica não termina na formatura da graduação. A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) acaba de conseguir a aprovação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para quatro novos cursos de pós-graduação.

    Comunicação, Educação Física, Estudos Literários e Saúde Coletiva foram as áreas contempladas com os novos cursos. Todas os novos programas acontecem no Mestrado, sendo que o de Estudos Literários também conseguiu a aprovação para Doutorado.

    A intenção é que todos os quatro novos programas de pós estejam funcionando a todo vapor ainda em 2007, possivelmente logo nos primeiros meses do ano. Datas de início das aulas, abertura de editais, número de vagas, entre outros detalhes necessários para o ingresso ainda não estão definidos. A partir da comemoração desta segunda, 17 de julho, é que cada conselho vai se reunir para definir os próximos passos.

    Entre metáforas e um discurso animado, a reitora da UFJF, Maria Margarida Salomão (foto ao lado) destacou a importância da conquista para a universidade e também para Juiz de Fora. Ela explicou que a UFJF encaminhou cinco propostas para a Capes e que teve retorno positivo de quatro delas, o que demostra a maturidade da universidade no quesito pós-graduação.

    "Isso é coisa que não se consegue do dia para a noite. Essa aprovação simboliza o trabalho dos nossos profissionais, a qualidade dos projetos desenvolvidos aqui. Plantamos e estamos colhendo", disse Margarida, ressaltando ainda que se sente feliz em poder estar vendo os frutos que plantou. "Estamos em época de agricultura intensa".

    A UFJF vai contar agora com 20 cursos de Mestrado, números que orgulham a atual gestão. Nos últimos oito anos, os mestrados passaram do número de cinco para vinte. Os Doutorados, passaram a existir. O primeiro programa da UFJF começou em 2001, e, em 2006, os doutorados alcançaram o número de cinco.

    Para a Margarida Salomão essa mudança significativa chega para afirmar Juiz de Fora como pólo universitário. A diretora da faculdade de Letras, Terezinha Scher Pereira também destacou que é na pós strictu senso que as instituições públicas encontram seu maior diferencial e que com a sua criação, a graduação também sai ganhando.

    Todos os presentes na coletiva, que anunciou a aprovação dos novos programas pelas Capes, foram unânimes ao dizer que há uma demanda por continuidade de estudos em todas as novas áreas de pós que a UFJF passa a oferecer a partir de 2007. Para eles, esse processo de ampliação diminiu a exportação de "inteligências" para outras instituições e estados do país, visto que a massa crítica pode continuar seus estudos na própria universidade que começou o processo de amadurecimento acadêmico.

    Programas

    Professores, diretores de faculdades e membros empenhados na transformação de cada novo programa de pós-graduação ressaltaram pontos importantes da conquista. Visivelmente satisfeitos, afirmaram que o desafio agora é manter esses cursos.

    A diretora da Faculdade de Letras, professora Terezinha Scher Pereira (foto ao lado, à esquerda) e a coordenadora do programa de pós-graduação de Letras, professora Maria Clara Castellões (foto ao lado, à direita) destacaram que a UFJF é a primeira universidade do interior de Minas a oferecer o mestrado e doutorado na área de Estudos Literários.

    Marise Pimentel Mendes (foto ao lado, à esquerda), diretora da Faculdade de Comunicação, ao lado da professora Cláudia Lanhi (foto ao lado, à direita) comentou que o processo da aprovação do Mestrado em Comunicação já dura mais de três anos e adiantou a área de concentração das pesquisas: Comunicação e Sociedade, com as linhas de pesquisa "Tecnologia da Informação" e "Comunicação e Identidade".

    Na Saúde Coletiva, a coordenadora do Núcleo de Assessoria, Treinamento e Estudos em Saúde (Nates) da UFJF, professora Maria Teresa Bustamante Teixeira (foto abaixo), destacou que o mestrado congrega diferentes cursos da UFJF, entre eles medicina, enfermagem, farmácia e psicologia. Uma interdisciplinariedade muito benéfica e produtiva, segundo a coordenadora.

    Já o programa de mestrado em Educação Física, vai acontecer em parceria com a Universidade Federal de Viçosa (UFV). A parceria, denominada Cooperação Plena, permite que o programa de pós conte para as duas instituições, e que o aluno possa ingressar por qualquer uma das duas universidade.

    As aulas acontecem em Juiz de Fora e em Viçosa e o corpo docente pertence à UFJF e à UFV. Para a diretora da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid), professora Édna Ribeiro Hernandez Martin, essa interação é muito benéfica para ambos os lados. O mestrado em Educação Física vai ser o primeiro da área a acontecer no interior de Minas Gerais.

    Gráfico do mestrado e doutorado

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.