Fim para a "carteirinha de estudante" paga Membros do DCE, Diretórios Acadêmicos e Centros Acadêmicos da UFJF propõem uma carteira de meia-entrada sem nenhum gasto para o estudante

Renata Cristina
Repórter
19/01/2007

Uma nova carteira de meia-entrada, totalmente gratuita, pode vir a circular, a partir do próximo semestre entre os alunos da Universidade Federal de Juiz de Fora. A proposta será discutida até o fim desta semana por representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE), dos Diretórios Acadêmicos (DA's) e dos Centros Acadêmicos (CA).

Segundo um dos membros do conselho diretor do DCE, Fabrício Linhares, a intenção do grupo é transformar o cartão de acesso da UFJF em uma carteira de meia-entrada. Atualmente, o cartão é utilizado pelos estudantes para o ingresso no Restaurante Universitário (RU) e também no empréstimo de livros da Biblioteca Central.

O DCE encaminhou a proposta à reitoria e ao Procon-JF para uma avaliação jurídica. Segundo Fabrício, o projeto é legalmente viável e só precisa da aprovação dos estudantes. "A parte frontal do cartão corresponderia à UFJF, no verso, faríamos a carteira de meia entrada com todos os dados necessários para as casas de cultura, fazendo valer o nosso direito", explica.

Como é exigido um selo de validade para a carteira de estudante, o próprio DCE emitiria um selo anual e se responsabilizaria pela renovação do mesmo. Outra proposta do grupo, é agregar a filiação ao DCE também neste documento. Para isso, outro selo seria confeccionado com a logomarca da atual gestão.

Para os membros do DCE, a justificativa para a proposta estaria na gratuidade do documento, ampliando o acesso da comunidade acadêmica à cultura regional. "O direito a meia-entrada não pode ser condicionado a uma venda", ressalta Linhares.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.