Terça-feira, 9 de junho de 2009, atualizada às 11h50

PRF espera fluxo de veículos 80% maior no feriado. Movimento deve ser mais concentrado no domingo

Patrícia Rossini
*Colaboração

As polícias rodoviárias Federal e Estadual se preparam para reforçar a segurança das estradas da região durante o feriado de Corpus Christi, dia 11 de junho. Além de intensificar o policiamento para fiscalizar abusos de velocidade e outras infrações que possam provocar acidentes, os policiais também farão blitz com etilômetro, para coibir a mistura de álcool e direção. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o fluxo nas estradas pode aumentar em até 80% durante o feriado.

"A previsão é de que o movimento comece a aumentar na tarde de quarta-feira, chegando a ser até 20% superior ao normal. Na quinta, o aumento deve ser de 50%. A preocupação maior é no domingo. Como o retorno é mais concentrado, a expectativa é de que o movimento seja até 80% superior aos dias normais", afirma o inspetor da PRF Wallace Wischansky.

Segundo ele, espera-se um grande movimento nas estradas devido a uma distância maior dos últimos feriados. "Como tivemos uma sequência de feriados em abril e maio, as viagens foram dissipadas entre as datas. Agora, a expectativa é de um número de pessoas maior, já que não há feriados próximos."

Wischansky alerta para os trechos sem acostamento e de pista simples. "Nestes casos, o risco de acidentes graves é maior, pois há possibilidade de choque frontal. Os pontos mais seguros são os de pista dupla com mureta de proteção." Para coibir os abusos, a PRF vai contar com todo o efetivo nas rodovias.

Conforme explica o sargento da Polícia Rodoviária Estadual, Joel de Castro Silva, o condutor deve ter atenção redobrada nos pontos críticos das rodovias. "Com base no acompanhamento dos acidentes que ocorrem na região, temos um mapeamento dos pontos mais perigosos das estradas e da causa, que costuma ser falta de atenção ou velocidade acima do permitido. Nesses locais, o policiamento também será reforçado." A Operação da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) será realizada nos 86 municípios sob responsabilidade da 4ª Companhia, que também fiscalizará crimes contra o meio ambiente.

Fique atento!

Antes de sair de casa, confira os trechos considerados perigosos pelas polícias rodoviárias:

  • BR - 040: de acordo com a PRF, o motorista deve ter atenção redobrada nos trechos entre Ewbanck da Câmara e Oliveira Fortes, devido à presença de pontes estreitas e da pista simples, sem acostamento, como a de Santos Dumont. Outro ponto crítico é entre Oliveira Fortes e Barbacena. "Por ter muitas curvas sinuosas, aclives e declives, a região é perigosa porque os motoristas abusam da velocidade", alerta Wischansky.
  • BR - 267: "É a saída para o litoral capixaba e para o sul de Minas. Costuma ficar muito movimentada nos feriados. É uma estrada com desenho sinuoso e características de serra, com muitos aclives e declives, e não há acostamento asfaltado. A preocupação é nas curvas", detalha o inspetor. Entre os pontos mais críticos, Wischansky aponta a estrada para Chácara e o trecho entre Lima Duarte e Bom Jardim.
  • MG - 353: O trecho até Coronel Pacheco, próximo à entrada para o ribeirão de Santo Antônio (Km 64), é considerado pela PRE um dos mais perigosos. Alerta também para a região próxima a Monte Verde (Km 112). "Só na última semana, registramos dois acidentes nesse mesmo ponto", comenta o sargento Joel de Castro.
  • MG - 133: A atenção deverá ser maior no sentido Juiz de Fora - Tabuleiro, próximo ao Km 28.
  • MG - 126: Quem passa pela rodovia, deve tomar cuidado no trecho entre Mar de Espanha e São João Nepomuceno.

*Patrícia Rossini é estudante de Comunicação Social da UFJF

Os textos são revisados por Madalena Fernades

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.