Sexta-feira, 20 de janeiro de 2012, atualizada às 11h50

Polícia Civil identifica suspeito de encomendar assassinato de camelô em Juiz de Fora

Da Redação
Suspeitos de assassinar camelô são presos

As investigações da Polícia Civil de Juiz de Fora apontam a participação de cinco suspeitos do homicídio do camelô morto no Centro na última terça-feira, 17 de janeiro. O mandante do crime seria um jovem de 21 anos, preso em Montes Claros, e o motivo do crime seria acerto de dívida do tráfico de drogas. O homem teria encomendado o homicídio a dois menores, um de 15 anos e outro de 14 anos, que contaram com a ajuda de um homem de 21 anos e outro que já foi identificado.

A delegada da 7ª Delegacia de Polícia Civil de Juiz de Fora, Mariana Veiga, aguarda o laudo de necropsia para confirmar a quantidade de disparos que vitimaram o camelô, assim como a gravação do crime realizada por câmeras de uma agência bancária. As imagens serão encaminhadas à perícia técnica e ajudarão na identificação dos atiradores e possível participação de outros envolvidos.

O suposto mandante está preso em Montes Claros devido a mandados de prisão decorrentes de homicídios praticados em Juiz de Fora e é apontado como um dos principais traficantes da região do bairro Santo Antônio. Um dos adultos que participaram do crime teria assumido o controle do tráfico após a prisão e também tem passagens pela polícia por tráfico de drogas e homicídio, assim como os adolescentes que vieram de Montes Claros para praticar o crime.

Os dois adolescentes e um homem de 21 anos foram presos logo após o homicídio e chegaram a atirar contra uma viatura da polícia. O homem teve a prisão em flagrante ratificada pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio e corrupção de menores e foi encaminhado ao Ceresp. Os adolescentes foram apreendidos e encaminhados para a Vara da Infância e encontram-se no Centro Sócio Educativo em Juiz de Fora. A participação de um terceiro adolescente, de 17 anos, não foi comprovada e ele foi liberado.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.