Sexta-feira, 20 de abril de 2012, atualizada às 17h03

Reajuste salarial de 5,84% apresentado a servidores municipais desagrada categoria

Jorge Júnior
Repórter
reajuste

O Sindicato dos Servidores Públicos (Sinserpu) questionou a proposta de reajuste salarial linear de 5,84% apresentada pela Prefeitura da cidade, na manhã desta sexta-feira, 20 de abril, à diretoria.

Segundo o presidente do Sinserpu, Amarildo Romanazzi, o reajuste é zero. "Os 5% representam a reposição da inflação do ano passado, o aumento mesmo é zero", afirma. Ainda de acordo com o representante da categoria, a Prefeitura está repondo a inflação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A Secretaria de Administração e Recursos Humanos (SARH) explicou que o reajuste de 5% proposto corresponde ao IPCA projetado para o período de maio de 2011 a abril deste ano e o 0,84% restante complementa o índice de reajuste previsto no acordo salarial de 2009. "Solicitamos um reajuste de 16%, mais um aumento de R$ 80 no tíquete de alimentação, passando de R$ 100, para R$ 180, além da incorporação do adicional para os funcionários aposentados do programa Saúde da Família."

Novo encontro

A Prefeitura e o Sinserpu têm nova reunião na próxima quarta-feira, 25, às 10h30. Para os próximos dias estão agendadas também encontros com os Sindicatos dos Médicos, dos Professores e dos Odontologistas, dentro do mesmo processo de negociações salariais. "Já informamos à Prefeitura que este aumento não será aprovado em assembleia", garante Romanazzi.

Os textos são revisados por Mariana Benicá

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.