• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Terça-feira, 17 de julho de 2012, atualizada às 18h35

    Ifet suspende matrículas dos candidatos aprovados em processo seletivo

    Andréa Moreira
    Repórter
    Campus IFET/JF

    As matrículas dos estudantes aprovados no processo seletivo do 2º semestre do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (Ifet) de Juiz de Fora foram suspensas por tempo indeterminado. O período de matrículas começaria nesta terça-feira, 17 de julho, e terminaria na próxima sexta-feira, 20.

    A decisão dos técnico-administrativos foi motivada pela recusa do governo federal em apresentar uma proposta para esta classe, que está em greve desde o dia 13 de junho. "Estamos seguindo a orientação do comando nacional de greve, pois até o momento, não recebemos nenhuma proposta do governo", o secretário de imprensa do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe), Willian Bosich.

    Ainda, de acordo com o secretário, não existe previsão para o início da matrículas. "Assim que a greve terminar, vamos fazer um novo cronograma de matrículas. Pois o nosso objetivo não é prejudicar ninguém. Queremos sim  receber um salário digno, afinal nós temos o menor piso salarial de todas as categorias do país".

    Bosich destaca também que o comando grevista está prestando assistência aos alunos e aos candidatos aprovados no processo seletivo que comparecerem ao campus. "Estamos fazendo atendimentos emergenciais. Estudando caso a caso as necessidades dos alunos. Já para os candidatos que foram aprovados neste último processo seletivo, recomendamos que eles fiquem atentos ao site da instituição e à mídia em geral, para que saibam qual será o novo período de matrículas. Também disponibilizamos o telefone (32) 4009-3062 para o esclarecimento de alguma dúvida."

    Reivindicações

    Entre as reivindicações dos servidores está a reposição da inflação de 14,67%, mais o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Além da destinação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação e a democratização do preenchimento para os cargos de direção do IFET.

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.