Juiz de Fora ganha viatura destinada ao atendimento de ocorrências de trânsito

Com o objetivo de desafogar o tráfego e dar agilidade ao atendimento de acidentes, PM e Settra lançaram o Sistema Integrado de Atendimento ao Trânsito (Siat)

Nathália Carvalho
Repórter
5/9/2012
Sistema Integrado de Transito

A Polícia Militar (PM), em pareceria com a Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), lançou, na manhã desta quarta-feira, 5 de agosto, o Sistema Integrado de Atendimento ao Trânsito (Siat), uma viatura especialmente destinada à prestação deste serviço na cidade. A solenidade ocorreu no Pelotão de Trânsito, localizado no bairro Granbery, e contou com a presença de representantes da PM, Settra, Astransp e do Conselho Municipal de Segurança no Trânsito (Comset).

O objetivo do Siat é atender as ocorrências registradas com maior rapidez, oferecendo agilidade ao trânsito e aos próprios atendimentos. Segundo comandante da 4ª Região da Polícia Militar, coronel Ronaldo Nazareth, o veículo terá competência para realizar a formalização do Boletim de Ocorrência (BO) de acidentes sem vítimas no próprio local do ocorrido. "A ideia é otimizar o atendimento, oferecendo conforto e comodidade aos motoristas, por meio de uma viatura equipada com os materiais necessários para o registro do acidente", explica.

Dentro do Siat, haverá um notebook com acesso à internet, um agente de trânsito e um policial militar, além da figura do mediador, profissional que irá buscar formalizar acordo entre as partes, solucionando eventuais conflitos. "Estamos buscando junto às universidades a pessoa que ainda irá compor a equipe como intermediário. Acredito que será um profissional ligado ao Direito ou à Psicologia, pela experiência em lidar com esses tipos de situações de conflitos pessoais", pontua Nazareth.

De acordo com as informações repassadas pela PM, o carro do Sistema Integrado será apoiado caso a demanda necessite de reforço e caberá aos servidores do Siat acionar as viaturas da Patrulha de Trânsito (Patran) se for verificado que o fato registrado se trata de acidente com vítima fatal ou relativo a crimes de trânsito, por exemplo.

Ocorrências em JF

Sistema Integrado de TransitoNo primeiro semestre deste ano, das 4.045 ocorrências de trânsito registradas, 2.710 foram sem vítimas, o que representa 60% das ocorrências de registro posterior. Para o secretário de Transporte e Trânsito, Márcio Gomes Bastos, os acidentes que acontecem na cidade retêm o trânsito durante um longo período de tempo, o que acaba causando engarrafamento, principalmente na região central. "Esta é a primeira viatura que estamos inaugurando, que atuará pela cidade, mas com foco no Centro. À medida que o projeto for sendo avaliado, veremos a possibilidade de expansão", explica.

Segundo Nazareth, outras duas viaturas deverão ser obtidas em breve e destinadas ao serviço. A ampliação do projeto deverá atender os bairros da Zona Sul, incluindo a Cidade Alta, e a Zona Norte. O presidente da Astransp, Fernando Goretti, ressaltou, na ocasião, que o novo sistema irá auxiliar na fluidez do trânsito da cidade de uma forma geral e que "o objetivo agora é buscar parcerias para que o projeto seja concluído integralmente".

Os textos são revisados por Mariana Benicá

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.