Nessa quarta-feira, a pedido de moradores e frequentadores da rua Severino Meirelles, entre os bairros São Mateus e Alto dos Passos, falei sobre o problema recorrente dos alagamentos, principalmente no trecho próximo à rua Dr. José Cesário.

A cada temporal, a enxurrada que desce dos bairros Guaruá e Bom Pastor cobre as pistas da Avenida Rio Branco e o excesso de água que não escoa pela rede pluvial se acumula na Severino Meirelles e na rua Dr. José Cesário, que ficam abaixo do nível da avenida.

FOTO: Michele Pacheco - Alagamento da Rua Severino Meirelles na última terça (14)

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Juiz de Fora entrou em contato para informar que as duas ruas foram inseridas no projeto de macrodrenagem proposto pelo Executivo Municipal.

Esse projeto, que inclui intervenções em vários bairros, demanda recursos da ordem de R$ 420 milhões. A Câmara Municipal avalia a proposta da prefeitura de um empréstimo junto ao Banco Latino Americano de Desenvolvimento para a realização das obras.

Diante do volume elevado de dinheiro, os vereadores pediram uma Reunião Técnica com representantes da prefeitura e alguns convidados, entre eles engenheiros com experiência em infraestrutura urbana.

Também foi feita uma audiência pública para discutir as obras propostas e o investimento em cada bairro que consta do planejamento.

Em relação à rua Severino Meirelles, a Prefeitura lembra que o problema é antigo. A praça do Bairro Bom Pastor já foi uma lagoa. No entorno havia muita lama e o local era conhecido como Lamaçal.

FOTO: Foto Acervo Vanderlei Tomaz/Maurício Resgatando o Passado - Na década de 70, uma obra de drenagem e aterro foi feita para a criação de uma praça

Na década de 70, uma obra de drenagem e aterro foi feita para a criação de uma praça. Foram gastos 30 mil m³ de terra para secar a lagoa. Uma drenagem profunda para estabilizar o lençol d'água também foi executada.

A praça foi inaugurada em 1972. Desde então, não se tem notícia de outra obra estrutural de grande porte no local. Além do histórico de um terreno bem irrigado, hoje temos uma impermeabilização maior do solo.

Onde antes havia pastos e vegetação, temos bairros, construções, asfalto…Com isso, o volume de água que não é absorvido pela rede pluvial desce de bairros como o Guaruá, se une à enxurrada no bairro Bom Pastor e inunda a Avenida Rio Branco.

As ruas que estão abaixo do nível da avenida, como Severiano Meirelles, Dr. José Cesário e Sampaio recebem esse excesso de água, o que causa transtornos.

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Juiz de Fora, com a liberação dos recursos e as obras previstas, soluções para esses transtornos vão ser implementadas.

Michele Pacheco - Alagamento da Rua Severino Meirelles na última terça (14)
Arte Capa - Na década de 70, uma obra de drenagem e aterro foi feita para a criação de uma praça

COMENTÁRIOS: