Eventos culturais recebem mais R$ 400 mil Prefeitura garante verba para projetos culturais e a terceira parcela da Lei Murilo Mendes. Dinheiro vai estar disponível em setembro



Priscila Magalhães
Repórter
19/08/2008

Além dos R$ 50 mil anunciados para o Festival Nacional de Teatro, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) garantiu o pagamento da terceira parcela da Lei Murilo Mendes e a ajuda ao Festival de Cinema Primeiro Plano e ao Festival Internacional de Coros de Juiz de Fora. O montante é de R$ 400 mil.

Só para os projetos da Lei Murilo Mendes, o valor disponibilizado é de R$ 350 mil. "Com este valor, fechamos R$ 1 milhão prometidos", diz o prefeito José Eduardo Araújo. Porém, para receber a última parcela, é necessário que os projetos estejam em dia com a prestação de contas da anterior.

O superintendente da Funalfa, Toninho Dutra, garante que os pagamentos vão ser feitos entre os dias 15 e 30 de setembro, logo que as operações orçamentárias, financeiras e contábeis forem transferidas para o Sistema Integrado de Administração Financeira para Estados e Municípios (Siafem).

A partir do pagamento da última parcela, os proponentes têm sete meses para concluir os trabalhos, mas Dutra acredita que eles têm pressa para terminar. "Fechando antes, eles podem prestar contas e participar do próximo edital". Segundo ele, cerca de 90% dos projetos devem ser concluídos ainda neste ano, pois estão em fase adiantada.

Sobre o próximo edital, o prefeito informou que ainda não pode adiantar nada, pois o plano financeiro da PJF para 2008 ainda não foi fechado. "Não vou prometer nada".

Festivais

O 14º Festival Internacional de Coros de Juiz de Fora, que acontece entre os dias 22 e 27 de setembro, vai receber verba de R$ 20 mil. Vinte e cinco corais do Brasil, Itália, Uruguai e Lituânia estão confirmados. O lançamento acontece no dia 22 de setembro, às 17h, na Prefeitura, com a presença das autoridades internacionais. A abertura e o encerramento acontecem no Cine-Theatro Central. As apresentações também acontecem em escolas municipais, locais públicos e em cidades da região, como Matias Barbosa e Argirita.

Foto da coletiva Para o Festival de Cinema Primeiro Plano, o prefeito informou que a verba é de R$ 30 mil. O evento acontece entre os dias 27 de outubro e 02 de novembro, com exibições de curtas, discussões e oficinas. Para o coordenador de imprensa do Festival, Carlos Pernisa Júnior, a verba é essencial para que o festival continue com o tamanho que possui e para que a cidade mantenha essa atividade cultural ligada ao cinema. "Não existem grandes iniciativas ligadas a essa área na cidade", diz.

Para o Festival Nacional de Teatro, que vai de 11 a 19 de outubro, Dutra diz que a intenção é que todos os espaços da cidade sejam usados durante o evento, mesmo que sejam com as oficinas. "Queremos abrir a rede e levar as pessoas a conhecer e circular pelos espaços onde é possível fazer teatro", diz.

As oficinas vão acontecer em quatro ou cinco casas e a presença dos jurados e profissionais responsáveis pelas oficinas vão ser aproveitadas em palestras entre os dias 12 e 15 de outubro. "É uma forma de trabalhar a formação continuada".

Uma exposição para contar a história do teatro em Juiz de Fora também deve ser organizada. Para isso, a Funalfa conta com a ajuda dos grupos de teatro existentes na cidade, que terão sua trajetória mostrada na exposição cronológica. Os homenageados são os diretores de teatro Natálio Luz e José Luiz Ribeiro e a atriz, figurinista e cenógrafa Maria Lúcia Ribeiro. O Grupo Divulgação abre o festival.

Para o Natal

O prefeito adiantou que o centro de Juiz de Fora deve ser decorado para o Natal neste ano. Porém, ele conta com a ajuda dos empresários. "Se o centro é um shopping aberto, vou chamar os empresários para que o centro possa concorrer com os shoppings da cidade". A intenção é que até setembro a Prefeitura já saiba se a cidade vai ter a decoração de Natal. Araújo também informou que alguns elementos da decoração usada em 2007 vão ser reaproveitados.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.