• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Terça-feira, 14 de julho de 2009, atualizada às 13h

    Propostas de alunos da Faculdade de Arquitetura foram incorporadas ao projeto final de construção do Teatro Paschoal Carlos Magno

    Marinella Souza
    Repórter

    Uma parceria entre a Funalfa e a Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) pretende fomentar a discussão em torno do término das obras do Teatro Paschoal Carlos Magno. A partir desta quinta-feira, 16 de julho, uma exposição vai reunir as propostas dos estudantes da UFJF para a construção do teatro. 

    De acordo com o superintendente da Funalfa, Toninho Dutra, os projetos não serão executados. No entanto, ele revela que muitas das propostas dos alunos serão incorporadas ao projeto final, que está sob o comando do arquiteto Leonardo de Paula.

    Os estudantes foram divididos em seis grupos e cada um abordou um aspecto da construção do Teatro Paschoal Carlos Magno. Na mostra poderão ser observadas propostas para cenografia, arquitetura e iluminação. Para desenvolver essas ideias, os alunos presenciaram palestras com personagens envolvidos com teatro e arquitetura em Juiz de Fora e realizaram visitas técnicas em alguns teatros da cidade.

    Segundo informações divulgadas pela assessoria de imprensa da Funalfa, o preço estimado para a conclusão da obra, iniciada há mais de 20 anos, é de R$ 3 milhões e a Prefeitura está buscando recurso nas esferas estadual e federal.

    A mostra "Teatro Paschoal Carlos Magno: proposições arquitetônicas" será aberta na próxima quinta-feira, 16 de julho, às 19h30, no Espaço Alternativo Cultural  do Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM). O público poderá visitar a exposição até o dia 20 de julho, de terça-feira a sexta-feira, das 9h às 21h, e aos sábados e domingos das 10h às 16h. A entrada é franca.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.