Quarta-feira, 23 de junho de 2010, atualizada às 13h40

Imóvel construído no estilo art-nouveau é tombado em Juiz de Fora

Aline Furtado
Repórter

Uma das duas únicas edificações de Juiz de Fora construídas no estilo art-nouveau foi tombada pelo município. O imóvel, situado na rua Batista de Oliveira, 917, bairro Granbery, erguido na segunda década do século XX, apresenta ornamentação em estuque, uma espécie de argamassa preparada com gesso, água e cola. A fachada traz balcões construídos em ferro.

De acordo com o arquiteto e conselheiro do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (Comppac), Marcos Olender, o tombamento representa ganho não só para a cidade. "Em todo o Estado de Minas Gerais há pouquíssimos exemplares de imóveis em art-nouveau, assim como no Brasil. Por isso a importância, tanto histórica quanto cultural."

Olender explica que a existência de poucos imóveis que apresentam características deste estilo estético deve-se ao fato de o período de duração da art-nouveau ter sido curto no Brasil. "Isso explica a necessidade de preservação e de valorização." Segundo o arquiteto, estas construções são erguidas por meio de ornamentações orgânicas, além de serem ricas em curvas.

O outro imóvel de Juiz de Fora que traz referências ao estilo art-nouveau é a Villa Iracema, solar da rua Espírito Santo, 651, construído em 1914, pelo arquiteto Rafael Arcuri. O solar foi tombado pelo município em 1999. 

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.