• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Quinta-feira, 31 de março de 2011, atualizada às 13h01

    Oficina de Tambor Mineiro busca divulgar a cultura do Estado por meio dos ritmos

    Victor Machado
    *Colaboração
    Flyer de apresentação da oficina

    Estão abertas as inscrições para a oficina de Tambor Mineiro, que será realizada a partir do dia 27 de abril, no Centro de Acolhimento à Infância e à Juventude (CAIA). Ao todo, são 20 vagas e a inscrição é gratuita. Segundo o vice-coordenador da oficina, Enrico Salgado, haverá uma mensalidade de R$ 20. A intenção é divulgar a cultura mineira por meio de seus ritmos.

    Salgado explica que oficina terá de três a quatro meses de duração, com aulas às quartas-feiras, das 17h30 às 19h. Todas as aulas serão ministradas no CAIA, local de encontro do grupo Ingoma, responsável pela oficina. De acordo com Salgado, existe a possibilidade de aumentar o número de vagas do curso, dependendo da demanda. "Começamos a divulgar agora e, se a aceitação for boa, vamos abrir outra turma."

    Salgado adianta que a expectativa é de que a procura supere o número de vagas. Isso porque, todas as vezes que o grupo realiza workshops e outros eventos, o público se interessa e questiona sobre oficinas e cursos. "Acredito que será muito procurado, porque as pessoas mostram muito interesse pelo Tambor Mineiro, em outros eventos", comenta.

    Qualquer pessoa, acima de 14 anos, pode participar da oficina. Basta comparecer ao CAIA, na rua Doutor Romualdo 650, São Mateus, com documento de identidade, e preencher a ficha de inscrição. Salgado explica que o Tambor Mineiro é democrático. "Estipulamos essa idade mínima, mas existem pessoas de todas as áreas e idades. Desde músicos a profissionais de saúde."

    A oficina

    A oficina irá ensinar teoria rítmica, os passos, trabalhos de corpo e voz e a tradição do Tambor Mineiro. "Somos um grupo de manifestação artística mineira e procuramos mostrar a tradição dos ritmos mineiros. O congado é o foco e o tambor é o carro chefe." O vice-coordenador explica que existe a intenção de realizar uma apresentação, após o encerramento da oficina e que os alunos de destaque podem chegar a compor o grupo posteriormente. "Mostrando qualidade, comprometimento e se destacando, a pessoa pode vir a fazer parte do grupo."

    O Grupo Ingoma trabalha com a manifestação artística de ritmos mineiros, com foco nos ritmos do congado. O Tambor Mineiro compõe a instrumentação necessária para gerar os ritmos e levadas.

    *Victor Machado é estudante do 7' período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.