• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Valorização da mineiridade é a marca do bloco Come Quieto

    Bateria Milagrosa conta com 60 componentes. Este ano, o desfile do grupo ocorre no dia 2 de fevereiro, no bairro Alto dos Passos

    Andréa Moreira
    Repórter
    15/1/2013
    Bloco Come Quieto

    Um bloco carnavalesco formado por amigos que sempre se reuniam para fazer samba. Aliado a isso, havia a vontade de criar um bloco que recebesse a família juiz-forana; assim surgiu o Come Quieto, no dia 23 de janeiro de 2011. "Nosso bloco é formado por crianças, jovens, adultos e idosos. Todos unidos, com o objetivo de se divertirem no Carnaval", explica uma das organizadoras do Come Quieto, Flávia Rocha.

    Com menos de dois anos, o bloco já arrastou milhares de foliões. "Já no primeiro ano, conseguimos reunir 5 mil pessoas, em 2012 esse número chegou a 7 mil. Para este ano esperamos mais pessoas ainda", ressalta Flávia.

    A mineiridade também está presente na alma do grupo. "O nome do bloco, Come Quieto, surgiu desta alusão à valorização da questão mineira. Pois, como o ditado diz: Mineiro come quieto! Junto a isso, trazemos letras que falam de solidariedade, alegria, companheirismo, ou seja, tudo o que o mineiro traz em sua personalidade." Exemplo dessa mineiridade está na letra do samba-enredo do bloco, de 2011: "Quem come quieto não fala de boca cheia/ Quem não conta vantagem, come mais/ Não boto banca, não falo da vida alheia/ Eu sou do mundo, sou Minas Gerais..." Já o companheirismo é entoado na letra de 2012: "Mais um abraço pra poder delirar/ Da boca muitos beijos vão sair/ Sorriso pra pedir, silêncio ao fazer/ Se liga, que bem quieto eu vou comer..."

    Neste ano, o bloco irá desfilar no dia 2 de fevereiro, sábado. O trajeto inicia-se na rua Barão de Aquino 223, no Alto dos Passos, seguindo até a rua Dom Viçoso, e depois retorna. "Quem quiser participar, é só chegar. Todos são muito bem-vindos. Nós só queremos é trazer mais alegria para o povo de Juiz de Fora." A concentração está marcada para as 14h.

    A Milagrosa

    A alma de todo bloco é a bateria. Afinal, é sob os compassos marcados do mestre, que os músicos arrastam os foliões pelas ruas. E a bateria do Como Quieto possui desde a sua criação um nome marcante: Milagrosa. "O bloco começou a surgir no final de 2010, há poucas semanas do Carnaval. E claro, para ser bloco tinha que ter uma bateria. E graças ao apoio do mestre Jansen, um dos maiores metres de Juiz de Fora, ensaiamos muito e colocamos o bloco na rua", conta.

    Em 2013, a Milagrosa conta com 60 componentes, mas para o próximo ano, este número pode aumentar. "Nosso bloco é aberto a todas as pessoas. Para participar da bateria, a única exigência é que a pessoa participe dos ensaios. Este ano já não dá mais tempo, mas quem quiser participar em 2014 é só aparecer", diz Flávia.

    Eventos

    Como o Come Quieto é considerado um instrumento de promoção da cultura, ele foi incluído no Projeto Corredor da Folia, da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa). Mas o grupo também organiza alguns eventos para angariar recursos, é o caso da tradicional feijoada, que ocorre neste sábado, 19 de janeiro, a partir das 12h, no Clube Dom Pedro. Já no dia 1º de fevereiro, o grupo apresenta-se no Privilège.

    Fotos: Arquivo Come Quieto

    Os textos são revisados por Juliana França

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.