• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    2013 marca os 40 anos de folia do Bloco do Barril

    O bloco vai para a rua na segunda-feira de Carnaval, 11 de fevereiro, a partir das 17h, em São João Nepomuceno

    Cintia Charlene
    *Colaboração
    28/1/2013
    bloco

    O Bloco do Barril, fundado na cidade de São João Nepomuceno, completa 40 anos de folia em 2013. O bloco surgiu em 1973, quando o morador José Geraldo Ferraz, seu irmão Flávio e cerca de 30 amigos resolveram sair pelas ruas da cidade vestidos de mulher, com um carrinho de mão distribuindo um pequeno barril de cachaça. Na primeira edição, após duas voltas, o bloco parou no baile de Carnaval do tradicional clube da cidade, Trombeteiros, para a escolha da primeira rainha do bloco, Marluce Henriques Fajardo.

    Com o tempo, o bloco foi ganhando cada vez mais adeptos. ''Hoje, nós distribuímos 1.2 litros de caipirinha, que é a mistura da cachaça com suco de limão", explica o organizador deste ano, Pedro Rezende. Uma mudança recente incorporada ao bloco é a vendas de abadás. "Durante o ano, nós corremos atrás de patrocínios na cidade e em outras regiões. Além disso, vendemos a publicidade de certas marcas, então, com o dinheiro arrecadado fabricamos os abadás, e com o dinheiro da venda, investimos no bloco", ressalta.

    Segundo o organizador, a expectativa para este ano é reunir 30 mil foliões, que se dividem entre estudantes vindos de várias cidades vizinhas, como Rio de Janeiro, Petrópolis, Juiz de Fora e Três Rios. ''É uma tradição do Carnaval de São João, participarem pais, mães, filhos. A família toda vai para a rua", acrescenta.

    Característica

    O bloco é conhecido por vestir homens de mulheres, tradição incorporada desde 1977, com a escolha da primeira rainha, Keco Pinto. Assim, a partir de 2008, com a criação da Associação do Bloco do Barril, no final do bloco as 36 ex-rainhas, montadas ou trajadas, reúnem-se para escolher a nova dona do posto. No início, era chamada de Garbosa, hoje é Rainha do Barril. ''Escolhemos o homem melhor fantasiado e julgamos quesitos como, sapato plataforma acima de 20 centímetros, e ser natural de São João Nepomuceno. Depois, a nova rainha desfila com as ex-rainhas'' declara.

    Existem, ainda, as categorias Miss Barril e Embaixatriz do turista, para os visitantes da cidade. Além disso, a ex-rainha mais bonita recebe o título de Troféu Cassinho. "É dever da rainha, colocar o bloco na rua no ano seguinte, por isso, são realizados vários eventos, a fim de arrecadar fundos para o bloco. Aqui nós temos um ditado: majestade por um dia, e escrava por um ano inteiro. A rainha tem que cuidar da ornamentação do bloco e conseguir parceiros para tornar possível o Carnaval do ano seguinte", explica.

    barril barril

    Preparação

    Para pular o bloco não precisa de fantasia, mas o Barril criou, há cinco anos, um concurso para estimular as pessoas a irem para as ruas fantasiadas. O prêmio é em dinheiro e a quantia varia, já que depende dos patrocinadores do bloco. São premiados um grupo feminino e outro masculino, e ganha o grupo que tiver a melhor fantasia. A festa é comandada por um DJ que embala a multidão com vários ritmos, além de contar com o auxílio de dois trios elétricos.

    O Bloco do Barril é um dos mais tradicionais de Minas Gerais e do Brasil, atraindo foliões de todas as partes do país. O bloco vai para a rua na segunda-feira de Carnaval, 11 de fevereiro, a partir das 17h, na avenida Zeca Henriques, centro da cidade.

    *Cintia Charlene é estudante do 7º período de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Juliana França

    E a primeira rainha homem trajada de mulher foi Keco Pinto.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.