Sexta-feira, 14 de março de 2014, atualizada às 09h44

CCBM abre inscrições para curso de teatro para iniciantes

Curso de teatro

Começam na próxima segunda, 17 de março, as inscrições para o Curso de Teatro do Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM), direcionado a iniciantes. Com início marcado para 8 de abril, o curso terá duração de seis meses e as aulas ocorrerão no próprio centro cultural, às terças e quintas-feiras, das 18h30 às 22 horas. É necessário ter, no mínimo, 16 anos e a participação é gratuita.

Os interessados deverão retirar uma ficha de inscrição no CCBM, localizado na avenida Getúlio Vargas, 200 - Centro, até o dia 21, das 9 às 21h. Para efetivar a inscrição, o candidato deverá devolver a ficha preenchida com os dados pessoais, além de responder por escrito a duas perguntas: "Qual a sua relação com as artes cênicas?" e "O que é pra você um corpo disponível?".

Realizado desde 2009, o curso tem como objetivo contribuir para a formação de atores e público. De caráter interdisciplinar, o curso atinge não só pessoas de teatro, mas vindas de outras áreas, como educadores, historiadores, profissionais de educação física. A edição deste ano terá Felipe Moratori, ator e dramaturgo juiz-forano, como professor-orientador. Moratori já participou de duas edições como aluno, além de ter integrado o módulo aprofundado do Grupo de Interpretação e Experimentação Cênica. O curso contará, ainda, com a participação de professores convidados para ministrar módulos especiais, e prevê a montagem de um espetáculo de encerramento.

Seleção e Resultado

No dia 28 de março, após a análise das inscrições, será divulgada uma lista com 40 selecionados para participar de uma vivência teatral em grupo, entre 31 de março e 3 de abril. Deste encontro serão escolhidos 20 alunos para integrar a turma do ano. O resultado final será divulgado no dia 4 de abril.

Em 2013, o curso recebeu 120 inscrições, e teve como objetivo vivenciar o teatro de grupo, envolvendo os atores na montagem de um espetáculo desde o primeiro mês. Como resultado, surgiu a montagem "Do Fio ao Pavio", que contou a história do próprio prédio que abriga o CCBM: uma fábrica de tecidos que costurou "causos", falados e cantados, em prosa e em verso, para criar uma versão repleta de lirismo e poesia da história de um dos mais importantes prédios da cidade.

Com informações da Prefeitura de Juiz de Fora - Funalfa

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.