• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Quinta-feira, 17 de setembro de 2015, atualizada às 17h40

    Museu Mariano Procópio é tombado pelo Iphan

    pjf

    O conjunto arquitetônico e paisagístico do Museu Mariano Procópio foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A decisão, que é um passo importante para a preservação do patrimônio, foi tomada pelo Conselho Consultivo do órgão, por unanimidade, em votação realizada na manhã desta quinta-feira, 17 de setembro, em Brasília.

    "Com o tombamento pelo Iphan, o Museu Mariano Procópio, que tem inestimável valor histórico, ganha reconhecimento nacional, ficando mais protegido e, principalmente, em condições mais favoráveis para levantamento de recursos e investimentos para conservação. Esse é um grande feito para a nossa cidade, destacou o prefeito Bruno Siqueira. O acervo do museu já era tombado pelo órgão federal desde 1939.

    O diretor da unidade, Douglas Fasolato, acompanhou a votação em Brasília e comemorou a aprovação do tombamento, aguardado desde 2010. Ele explicou que a decisão do Iphan compreende a Villa Ferreira Lage, o Museu, o parque e os elementos móveis a ele integrados. A partir da decisão, outras edificações localizadas no entorno também passam a ser protegidas, conforme o Decreto-Lei número 25, de 30 de novembro de 1937. Nesse contexto, estão incluídos móveis do exército, a estação e outras construções, que devem ser preservadas como referência ao parque.

    Restauração

    Atualmente, o Museu Mariano Procópio passa por uma grande obra de restauração. As ações no lanternim e na claraboia já foram finalizadas e agora as equipes estão concentradas na Villa. Os serviços são executados com recursos do governo Estadual, da ordem de R$ 5,5 milhões.

    Já o Jardim Histórico, principal alvo da análise pelo governo Federal, está aberto a visitação diária. O espaço mantém serviço de qualidade, com limpeza, segurança, manutenção, atividades educativas, culturais e pesquisa. A visitação ao jardim é crescente e hoje gira em torno 20 mil pessoas por mês. O espaço está entre os dez mais importantes do país

    Todo o complexo já é tombado pelo Município e o estado (Instituto Estadual Patrimônio Histórico e Artístico - Iepha). Em Juiz de Fora, somente o Cine-Theatro Central e o Marco Comemorativo do Centenário eram tombados pelo Iphan.

    O Complexo

    O Parque Mariano Procópio não se limita aos jardins do Museu, pois inclui a área da antiga chácara do empreendedor Mariano Procópio Ferreira Lage, que em 1861 hospedou a Família Imperial e toda a corte, por ocasião da inauguração da Rodovia União & Indústria. No local da edificação original, foi construído um palacete, ainda no século XIX, de autoria dos engenheiros e arquitetos Henrique Sastre e Gambe Salse, com belíssimos jardins remanescentes e uma aleia de palmeiras similar à do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. O entorno conta ainda conta com prédios de significativa importância para a história brasileira, como a Estação Ferroviária Mariano Procópio, na Rua Mariano Procópio.

    Com informações da PJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.