Quarta-feira, 22 de dezembro de 2010, atualizada às 18h

JF ganha ONG com atuação voltada à luta pelos direitos LGBT

Aline Furtado
Repórter

A partir da segunda quinzena do mês de janeiro, a cidade passa a contar com mais uma Organização Não-Governamental (ONG) com atuação a favor dos direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros (LGBT). O Movimento Gay de Juiz de Fora (MGJF) deve atuar em aspectos voltados para educação, prevenção e conscientização de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), direitos humanos, além de oferecer assistências psicológica e jurídica. 

"Diante do número de casos de homofobia registrados em Juiz de Fora, percebemos que a cidade necessita deste tipo de atuação, voltada para o desenvolvimento de políticas sociais e culturais. Já montamos um projeto, que prevê a atuação de forma focada, como em pontos de prostituição, por exemplo", explica o diretor-geral do MGJF, Felipe Vieira.

Uma das primeiras ações da ONG será apresentar o projeto a algumas secretarias municipais, como Saúde, Educação e Assistência Social, a fim de garantir apoio ao trabalho. Vieira afirma ainda que existe a possibilidade de atuação conjunta entre o MGJF e o Movimento Gay de Minas (MGM).  A sede do MGJF vai funcionar na avenida Getúlio Vargas, 471, Centro.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

 

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.