Crianças recebem orientações sobre o combate à dengue Juiz de Fora foi a primeira cidade do Estado a receber o Expresso Semeando, que oferece teatro de fantoches, jogos e brincadeiras

Aline Furtado
Repórter
1/10/2009

Juiz de Fora foi a primeira, das onze cidades selecionadas no Estado, a receber o Expresso Semeando. O projeto tem como objetivo reforçar o trabalho de educação e conscientização de crianças a respeito do combate à proliferação do Aedes Aegypti, o mosquito da dengue.

Alunos de escolas municipais e estaduais da cidade estiveram reunidos nesta quinta-feira, 1º de outubro, na Praça Antônio Carlos, onde assistiram ao teatro de fantoches e participaram de jogos temáticos e de brincadeiras. Durante a encenação, as crianças puderam aprender mais sobre a proliferação do mosquito da dengue e medidas necessárias para o combate, além de receberem informações sobre coleta seletiva de lixo e a necessidade de preservação ambiental.

De acordo com a coordenadora de Promoção Social do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-Minas), Vânia Ferreira de Mello, o evento é destinado a crianças de 6 a 11 anos. Elas podem atuar como agentes multiplicadores na escola, em casa e na comunidade. Segundo o gerente regional do Senar Minas, Márcio Luiz Silva, a estreia do projeto atendeu às expectativas. "Conseguimos reunir 152 crianças durante a manhã e 138 na parte da tarde."

Para a aluna da Escola Estadual Professor Lopes, Giovana Turchetti Ferreira, o evento foi importante devido às dicas recebidas. "Quando chegar em casa, vou falar com minha mãe sobre a necessidade de tirar a água de chuva que se acumula nos pratos de vasos de plantas."

O também aluno da Escola Estadual Professor Lopes, Lorran Rodrigues de Oliveira, destacou os cuidados que cada pessoa deve ter para evitar a proliferação do mosquito da dengue. "Não devemos deixar água em vasos de plantas e nem deixar embalagens vazias espalhadas, evitando, assim, que a água se acumule."

O Expresso Semeando faz parte do Programa Semeando, desenvolvido pelo Senar-Minas, que atinge mais de três milhões de alunos de escolas públicas do Estado.

Cuidados que evitam a proliferação do mosquito
  • Não deixar água parada;
  • Trocar a água de pratos de vasos de plantas por areia. No caso de plantas aquáticas, efetuar a troca da água com frequência;
  • Manter limpas calhas, lajes, piscinas;
  • Trocar diariamente a água de bebedouros de animais;
  • Não deixar lixo espalhado, principalmente latas, garrafas, pneus e outros tipos de embalagens;
  • Manter caixas d'água e outros recipientes sempre fechados.
Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.