Candidatos à Medicina têm melhores notas em cada grupo de ingresso no Vestibular da UFJF

Resultado final será divulgado na próxima sexta-feira, dia 25. Recursos deverão ser apresentados nesta terça, dia 22

Aline Furtado
Repórter
21/2/2011

As notas da segunda fase do Vestibular e do Programa de Ingresso Seletivo Misto III (PISM III) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) foram divulgadas nesta segunda-feira, 21 de fevereiro. O primeiro lugar geral do Vestibular é de um candidato ao curso de Medicina, do grupo C, que equivale aos não cotistas, que obteve 87 pontos em um total possível de cem pontos.

Assim como o primeiro lugar geral do Vestibular, na divisão entre os grupos A (estudantes que se autodeclararam negros e estudantes de escolas públicas), B (estudantes que cursaram no mínimo quatro séries do ensino básico em escolas públicas) e C, as melhores notas também foram obtidas por concorrentes ao curso de Medicina.

No grupo A, a nota mais alta foi 78 pontos; a segunda maior nota foi 77,2 pontos, conquistada por um inscrito no curso de Arquitetura e Urbanismo; e, por fim, a terceira maior nota também foi registrada por um concorrente de Medicina, que obteve 73,2 pontos. No grupo B, a primeira nota é de um estudante que pleiteia uma vaga do curso de Medicina, que fez 82,4 pontos. A segunda maior nota do grupo B também foi da Medicina, com um total de 81,7 pontos. Já a terceira maior nota do grupo B foi de um aluno que obteve 81,5 pontos, concorrendo a uma vaga do curso de Direito noturno.

No grupo C, a maior nota foi 87 pontos. A segunda é do curso de Engenharia Civil diurno, com 86,9 pontos. A terceira maior nota do grupo de não cotistas foi alcançada por um aluno que tenta uma vaga no curso recém-criado pela instituição, Ciências Exatas diurno, com um total de 86,8 pontos. Neste caso, os três candidatos foram os que obtiveram o melhor desempenho na classificação geral. "Uma surpresa para nós foi a aparição do curso de Ciências Exatas entre os que melhor pontuaram. Trata-se de uma proposição recente da UFJF", destacou o pró-reitor de Graduação da UFJF , Eduardo Magrone.

De acordo com ele, o processo seletivo pode ser considerado mais "tranquilo" do que no ano anterior. "Tivemos os problemas relacionados ao Enem [Exame Nacional do Ensino Médio], mas, de modo geral, o saldo está sendo muito positivo. Uma das novidades deste concurso foi a abertura de 176 vagas da instituição para ingresso por meio do Sistema Unificado de Seleção (Sisu). A experiência foi positiva já que conseguimos preencher 90% das vagas."

Magrone afirma que a adoção do método para o ingresso em 2012 será avaliada pela UFJF, já que há possibilidade de expansão do número de vagas oferecidas por meio desta forma de ingresso. " A ideia do Sisu é muito democrática. Antes dele, candidatos mais abonados acabavam prestando vários concursos, porque tinham poder aquisitivo para pagar as inscrições. O Sisu vem para nivelar." Além disso, após a liberação do resultado final, será avaliada a continuidade ou não da adoção do Enem para ingresso na instituição. "Nossa intenção é definir tudo até o início do mês de abril, a fim de que os estudantes não sejam informados muito próximo à data das provas, conforme ocorreu no ano passado."

Recursos

O resultado final dos concursos será divulgado na próxima sexta-feira, dia 25. "A alteração entre as notas e o resultado final deve ser insignificante, em função dos recursos que poderão ser apresentados ao longo desta semana." Os recursos deverão ser entregues nesta terça-feira, dia 22, das 9h às 16h, na Central de Atendimento, no campus da UFJF. Será admitido pedido de revisão de, no máximo, dois conteúdos, sendo necessário o pagamento de uma taxa de R$ 30 por conteúdo no caso do Vestibular e R$ 22 para candidatos ao Pism. Em caso de deferimento do pedido, o candidato terá sua nota alterada e a taxa devolvida. O julgamento dos recursos será realizado em até 72 horas.

Bom desempenho

Segundo Magrone, o uso do Enem fez com que houvesse favorecimento dos alunos cotistas. "É preciso que haja um ajuste no sistema de cotas, o que será muito favorável, já que vai tornar a universidade mais diversa." Um concorrente do grupo B conquistou o máximo de pontos na prova de Física do Vestibular. Outro, do mesmo grupo, conquistou a pontuação máxima na prova de Português. Com exceção de Matemática, entre as cinco melhores notas de todos os conteúdos do Vestibular há candidatos dos grupos A e B.

Em contrapartida, o grupo A não aparece entre as cinco melhores notas das oito disciplinas cobradas pelo Pism III, enquanto o B aparece em menor proporção do que no caso do Vestibular. "Isso reforça que o Pism é realmente um processo mais seletivo, tendendo à menor possibilidade para estudantes cotistas."

Mais notas zero nas provas de Física e Matemática

Entre o total de provas zeradas na segunda fase do Vestibular e do Pism III, Física foi a disciplina que registrou maior número, 227 zeros no Vestibular e 188 do Pism. Em seguida, Matemática com 110 notas zero no Vestibular e cem no Pism. No caso do Vestibular, deixar de pontuar em alguma das disciplinas desclassifica o candidato. Já no Pism, o candidato só é eliminado se zerar o mesmo conteúdo nos três módulos.

"Recorrentemente estamos registrando um número muito elevado de zeros nas provas de Física e Matemática. Isso reforça o reduzido número de professores destas disciplinas no Ensino Médio, o que, muitas vezes, faz com que ocorra uma improvisação", lembra Magrone. Ele destaca, ainda, que o baixo preparo dos estudantes no que diz respeito às disciplinas de Ciências Exatas provoca a retenção de alunos na universidade, problemas referentes à matrícula e ao acompanhamento do curso e até mesmo as desistências.

Notas e resultado do Vestibular e do Pism III UFJF 2011

Busca por:
Nº Inscrição: ou
Nome do Candidato:
no Curso:

 

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.