Quinta-feira, 15 de setembro de 2011, atualizada às 19h03

Greve dos professores estaduais continua após cem dias de paralisações

Da Redação
Foto de assembleia

No centésimo dia da greve dos professores da rede estadual de ensino, a categoria decidiu continuar o movimento grevista, após assembleia realizada na tarde desta quinta-feira, 15 de setembro, em Juiz de Fora. Segundo nota do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE) de Minas Gerais, os profissionais seguem em busca do cumprimento do piso salarial nacional. Cerca de 9 mil trabalhadores em educação estiveram na assembleia.

Em nota divulgada pela Superintendência Central de Imprensa, o Governo de Minas lamentou a continuidade da greve e afirmou que a paralisação mobiliza apenas 1,2% das escolas e 9% dos profissionais. O Executivo considera o movimento intransigente e de motivação política, além de mencionar decisões legais desfavoráveis ao Sind-UTE para embasar seus argumentos.

Na tarde desta quinta-feira, 15, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) indeferiu representações do sindicato que tentavam impedir o governo de contratar professores substitutos para alunos do 3º ano do Ensino Médio que se preparam para o Enem. Até o momento, mais de 2 mil novos professores já estão nas salas de aula.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.