• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Quinta-feira, 24 de janeiro de 2013, atualizada às 19h10

    UFJF rejeita pedido de anulação de provas de literatura do Pism III

    Da Redação
    UFJF

    A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)indeferiu os cerca de 90 recursos recebidos, referentes à prova de Literatura do módulo III do Programa de Ingresso Seletivo Misto (Pism).

    Segundo da instituição, "na justificativa apresentada, a banca considera que 'o aluno não deve ser 'treinado' para ler textos e/ou autores específicos, mas sim, saber ler – em outras palavras, interagir, construir significação – qualquer texto de literatura."

    Com isso, destaca que "as questões da prova não fogem aos programas porque o foco deles não foi cobrar conteúdos específicos previamente designados como pré-requisito para a sua execução. Ao contrário, as questões têm como prerrogativa exclusiva a avaliação da capacidade do candidato para lidar com textos de apelo estético, averiguando justamente a aquisição e consolidação dessas habilidades. Para tal, foram apresentados aos candidatos textos diante dos quais eles pudessem demonstrar o seu grau de aquisição e consolidação das habilidades e competências previstas e cumulativamente construídas ao longo das três séries do ensino médio".

    Os recursos protocolados por estudantes e cursinhos de pré-vestibular são baseados na justificativa de que a instituição teria utilizado o conteúdo programado para o triênio 2011-2013, quando a seleção atual é referente ao programa de 2010-2012.

    Oito pedidos deferidos

    Até o momento, foram deferidos, ou aceitos, oito recursos, os quais se referiam às seguintes questões: 21 – Física e 38 – Química do Pism II; além da questão 7 - Biologia do Pism III.

    Os textos são revisados por Juliana França

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.