Segunda-feira, 18 de maio de 2015, atualizada às 12h30 e às 14h50

Alunos da UFJF fazem manifestação por atraso no pagamento de apoio estudantil

ufjfEstudantes da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) realizaram, na manhã desta segunda-feira, 18 de maio, uma manifestação, com cartazes e apitaço, para cobrar da instituição uma definição sobre o pagamento de bolsas de apoio estudantil. A ação também prestou apoio à greve dos professores e servidores da Federal. Por volta de meio-dia, os discentes interditaram o Pórtico Norte da Federal, no bairro São Pedro, e deixaram o trânsito parado, gerando um buzinaço por parte dos motoristas. Cerca de 150 manifestantes participaram da ação, que durou cerca de 30 minutos. Após o trânsito ser liberado, os alunos foram ao Restaurante Universitário (RU), onde pretendiam fazer um roletaço.

Os cortes do Governo Federal na educação também atingiram os alunos, que perderam bolsas, infraestrutura e projetos de pesquisa e extensão. Às 17h, representantes dos alunos irão se reunir com a Administração Superior para debater a situação. As principais demandas são o pagamento de bolsas atrasadas e a volta de representação discente nos órgãos colegiados (Consu, Congrad e outros) da instituição.

Na semana passada, durante uma assembleia, a Associação dos Professores do Ensino Superior de Juiz de Fora (APES-JF), aprovou um indicativo de greve entre os dias 25 e 29 de maio. Já o Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino no Município de Juiz de Fora (Sintufejuf) podem parar no dia 28.

A Associação Nacional dos Docentes de Ensino Superior (Andes) já aprovou indicativo de greve nacional dos docentes federais, no mesmo período da Apes-JF. Os professores da UFJF e do IF Sudeste vão se reunir ainda para decidir se irão aderir ou não ao movimento.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.