Lucas Soares Lucas Soares 16/06/2014

Começou com tudo!

A Copa do Mundo começou no último dia 12 e já teve de tudo! Zebra, lances polêmicos, expulsões, goleadas, golaços e tudo o que se pode esperar de um torneio com os melhores jogadores do mundo. E, claro, o ingrediente fundamental: emoção!

A ansiedade, como eu disse em colunas anteriores, estava enorme. Quando começou a tocar o hino nacional brasileiro em São Paulo, e a torcida continuou a música, foi lindo de se ver. Os corações verde e amarelo se apertaram todos no gol contra de Marcelovic - com o perdão do trocadilho, mas Neymar e Oscar resolveram a parada pra gente, com bonitos gols. A lamentação ficou por conta do infame pênalti em Fred, que foi muito mal marcado, na minha opinião.

Na sexta veio o primeiro clássico e a grande surpresa do Mundial até aqui. Espanha, a atual campeã da Copa, contra Holanda, atual vice-campeã, se enfrentariam na primeira rodada. Qualquer uma das seleções poderia vencer, mas ninguém esperava uma zebra de 5 a 1 para os holandeses, com direito à goleadas e um baile de Robben e Van Persie. Mágico! No sábado, a surpresa foi a derrota do Uruguai para a Costa Rica, outra zebra do Mundial. Nem os mais otimistas costa-riquenhos esperavam uma vitória tão expressiva. As emoções continuaram no domingo com um polêmico gol confirmado pela tecnologia na goleada da França sobre Honduras por 3 a 0 e o hat-trick de Karim Benzema - embora a FIFA tenha viajado e dado gol contra no segundo tento.

O bom de uma Copa do Mundo é que não tem jogo perdido, a toalha nunca é jogada. Todos os times que já entraram em campo atuaram com raça até o último minuto, com disposição de sobra pra brigar pela vitória. Isso é futebol! 


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, é jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e apaixonado por futebol. Atualmente, é aluno de pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora, Repórter no portal Acessa.com e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.

-
Lucas Soares Lucas Soares 16/06/2014

Começou com tudo!

A Copa do Mundo começou no último dia 12 e já teve de tudo! Zebra, lances polêmicos, expulsões, goleadas, golaços e tudo o que se pode esperar de um torneio com os melhores jogadores do mundo. E, claro, o ingrediente fundamental: emoção!

A ansiedade, como eu disse em colunas anteriores, estava enorme. Quando começou a tocar o hino nacional brasileiro em São Paulo, e a torcida continuou a música, foi lindo de se ver. Os corações verde e amarelo se apertaram todos no gol contra de Marcelovic - com o perdão do trocadilho, mas Neymar e Oscar resolveram a parada pra gente, com bonitos gols. A lamentação ficou por conta do infame pênalti em Fred, que foi muito mal marcado, na minha opinião.

Na sexta veio o primeiro clássico e a grande surpresa do Mundial até aqui. Espanha, a atual campeã da Copa, contra Holanda, atual vice-campeã, se enfrentariam na primeira rodada. Qualquer uma das seleções poderia vencer, mas ninguém esperava uma zebra de 5 a 1 para os holandeses, com direito à goleadas e um baile de Robben e Van Persie. Mágico! No sábado, a surpresa foi a derrota do Uruguai para a Costa Rica, outra zebra do Mundial. Nem os mais otimistas costa-riquenhos esperavam uma vitória tão expressiva. As emoções continuaram no domingo com um polêmico gol confirmado pela tecnologia na goleada da França sobre Honduras por 3 a 0 e o hat-trick de Karim Benzema - embora a FIFA tenha viajado e dado gol contra no segundo tento.

O bom de uma Copa do Mundo é que não tem jogo perdido, a toalha nunca é jogada. Todos os times que já entraram em campo atuaram com raça até o último minuto, com disposição de sobra pra brigar pela vitória. Isso é futebol! 


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, é jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e apaixonado por futebol. Atualmente, é aluno de pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora, Repórter no portal Acessa.com e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.

Lucas Soares Lucas Soares 16/06/2014

Começou com tudo!

A Copa do Mundo começou no último dia 12 e já teve de tudo! Zebra, lances polêmicos, expulsões, goleadas, golaços e tudo o que se pode esperar de um torneio com os melhores jogadores do mundo. E, claro, o ingrediente fundamental: emoção!

A ansiedade, como eu disse em colunas anteriores, estava enorme. Quando começou a tocar o hino nacional brasileiro em São Paulo, e a torcida continuou a música, foi lindo de se ver. Os corações verde e amarelo se apertaram todos no gol contra de Marcelovic - com o perdão do trocadilho, mas Neymar e Oscar resolveram a parada pra gente, com bonitos gols. A lamentação ficou por conta do infame pênalti em Fred, que foi muito mal marcado, na minha opinião.

Na sexta veio o primeiro clássico e a grande surpresa do Mundial até aqui. Espanha, a atual campeã da Copa, contra Holanda, atual vice-campeã, se enfrentariam na primeira rodada. Qualquer uma das seleções poderia vencer, mas ninguém esperava uma zebra de 5 a 1 para os holandeses, com direito à goleadas e um baile de Robben e Van Persie. Mágico! No sábado, a surpresa foi a derrota do Uruguai para a Costa Rica, outra zebra do Mundial. Nem os mais otimistas costa-riquenhos esperavam uma vitória tão expressiva. As emoções continuaram no domingo com um polêmico gol confirmado pela tecnologia na goleada da França sobre Honduras por 3 a 0 e o hat-trick de Karim Benzema - embora a FIFA tenha viajado e dado gol contra no segundo tento.

O bom de uma Copa do Mundo é que não tem jogo perdido, a toalha nunca é jogada. Todos os times que já entraram em campo atuaram com raça até o último minuto, com disposição de sobra pra brigar pela vitória. Isso é futebol! 


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, é jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e apaixonado por futebol. Atualmente, é aluno de pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora, Repórter no portal Acessa.com e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.