Lucas Soares Lucas Soares 27/04/2015

Por mais áreas mistas no futebol!

Quem acompanha meus textos sobre futebol, sabe que eu sou um cara tranquilo em relação às rivalidades em campo. Não vejo problema algum, por exemplo, em assistir à uma partida com amigos torcedores de outros times - aliás, estou aceitando convites para assistir à final entre Botafogo e Vasco.

Sempre achei que, no estádio, essa alegria e descontração do esporte poderia ocupar mais espaço. Já presenciei casos de torcedores de outros times no meio da torcida do Flamengo, no Maracanã, porque não tinha como ir ou com quem ficar do "outro lado". É algo que acontecia com frequência, ainda acontece, mas cada dia perde mais força.

Isso porque, com parte do legado da Copa do Mundo, as Arenas têm essa característica. Não há problema em assistir ao jogo ao lado dos amigos, torçam eles para o time que for! No Rio Grande do Sul, onde a rivalidade é impressionante, a prática foi repetida pela segunda vez no último domingo e deu certo, de novo.

No Maracanã já é comum, nas arquibancadas Leste e Oeste, a área mista. E nunca houve relato algum de problemas dentro do estádio, assim como no RS. A medida é válida pois permite que famílias assistam aos jogos juntos, crianças estejam presentes em um ambiente de diversidade e sem precisar esconder sua emoção.

Chega a ser até engraçado. Em um ataque, levantam-se os torcedores do time que ataca. O que defende, fica apreensivo. Cada bola rebatida é comemorada como um gol. Parece que o jogo ali chega a ser até mais interessante do que se for visto da área reservada exclusivamente aos torcedores daquele clube.

É uma realidade que talvez seja difícil ainda de ser imaginada em todos os estádios, até mesmo pela característica de alguns palcos. Mas imagine torcedores de Corinthians e Palmeiras, lado a lado, em uma das novas arenas dos dois clubes? Ou um Santa Cruz e Sport? Quem sabe, num futuro próximo, este tipo de artigo/notícia seja tão comum que não mereça mais nenhum destaque. Torço para isso também!


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e pós-graduado em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora. Apaixonado por futebol, repórter no portal Acessa.com e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.

Lucas Soares Lucas Soares 27/04/2015

Por mais áreas mistas no futebol!

Quem acompanha meus textos sobre futebol, sabe que eu sou um cara tranquilo em relação às rivalidades em campo. Não vejo problema algum, por exemplo, em assistir à uma partida com amigos torcedores de outros times - aliás, estou aceitando convites para assistir à final entre Botafogo e Vasco.

Sempre achei que, no estádio, essa alegria e descontração do esporte poderia ocupar mais espaço. Já presenciei casos de torcedores de outros times no meio da torcida do Flamengo, no Maracanã, porque não tinha como ir ou com quem ficar do "outro lado". É algo que acontecia com frequência, ainda acontece, mas cada dia perde mais força.

Isso porque, com parte do legado da Copa do Mundo, as Arenas têm essa característica. Não há problema em assistir ao jogo ao lado dos amigos, torçam eles para o time que for! No Rio Grande do Sul, onde a rivalidade é impressionante, a prática foi repetida pela segunda vez no último domingo e deu certo, de novo.

No Maracanã já é comum, nas arquibancadas Leste e Oeste, a área mista. E nunca houve relato algum de problemas dentro do estádio, assim como no RS. A medida é válida pois permite que famílias assistam aos jogos juntos, crianças estejam presentes em um ambiente de diversidade e sem precisar esconder sua emoção.

Chega a ser até engraçado. Em um ataque, levantam-se os torcedores do time que ataca. O que defende, fica apreensivo. Cada bola rebatida é comemorada como um gol. Parece que o jogo ali chega a ser até mais interessante do que se for visto da área reservada exclusivamente aos torcedores daquele clube.

É uma realidade que talvez seja difícil ainda de ser imaginada em todos os estádios, até mesmo pela característica de alguns palcos. Mas imagine torcedores de Corinthians e Palmeiras, lado a lado, em uma das novas arenas dos dois clubes? Ou um Santa Cruz e Sport? Quem sabe, num futuro próximo, este tipo de artigo/notícia seja tão comum que não mereça mais nenhum destaque. Torço para isso também!


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e pós-graduado em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora. Apaixonado por futebol, repórter no portal Acessa.com e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.

-
Lucas Soares Lucas Soares 27/04/2015

Por mais áreas mistas no futebol!

Quem acompanha meus textos sobre futebol, sabe que eu sou um cara tranquilo em relação às rivalidades em campo. Não vejo problema algum, por exemplo, em assistir à uma partida com amigos torcedores de outros times - aliás, estou aceitando convites para assistir à final entre Botafogo e Vasco.

Sempre achei que, no estádio, essa alegria e descontração do esporte poderia ocupar mais espaço. Já presenciei casos de torcedores de outros times no meio da torcida do Flamengo, no Maracanã, porque não tinha como ir ou com quem ficar do "outro lado". É algo que acontecia com frequência, ainda acontece, mas cada dia perde mais força.

Isso porque, com parte do legado da Copa do Mundo, as Arenas têm essa característica. Não há problema em assistir ao jogo ao lado dos amigos, torçam eles para o time que for! No Rio Grande do Sul, onde a rivalidade é impressionante, a prática foi repetida pela segunda vez no último domingo e deu certo, de novo.

No Maracanã já é comum, nas arquibancadas Leste e Oeste, a área mista. E nunca houve relato algum de problemas dentro do estádio, assim como no RS. A medida é válida pois permite que famílias assistam aos jogos juntos, crianças estejam presentes em um ambiente de diversidade e sem precisar esconder sua emoção.

Chega a ser até engraçado. Em um ataque, levantam-se os torcedores do time que ataca. O que defende, fica apreensivo. Cada bola rebatida é comemorada como um gol. Parece que o jogo ali chega a ser até mais interessante do que se for visto da área reservada exclusivamente aos torcedores daquele clube.

É uma realidade que talvez seja difícil ainda de ser imaginada em todos os estádios, até mesmo pela característica de alguns palcos. Mas imagine torcedores de Corinthians e Palmeiras, lado a lado, em uma das novas arenas dos dois clubes? Ou um Santa Cruz e Sport? Quem sabe, num futuro próximo, este tipo de artigo/notícia seja tão comum que não mereça mais nenhum destaque. Torço para isso também!


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e pós-graduado em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora. Apaixonado por futebol, repórter no portal Acessa.com e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.