• Assinantes
  • Esporte
    Terça-feira, 3 de novembro de 2009, atualizada às 11h

    Após eliminação, Tupi se prepara para o Estadual de 2010

    Pablo Cordeiro
    *Colaboração

    Os jogadores do Tupi se apresentam nesta terça-feira, 3 de novembro, para os ajustes contratuais de quem fica e quem deixa a equipe. Após a eliminação na Taça Minas, no último sábado, 31 de outubro, o Carijó deixa de participar da terceira final consecutiva na competição e começa a pensar no Campeonato Mineiro de 2010.

    "Nesta terça e quarta, iremos fazer os acertos financeiros com os atletas. Não temos ideia sobre um número exato de profissionais que permanecem, mas a expectativa é de que 80% do time continue atuando no clube. Sobre novas contratações, estamos avaliando propostas, mas esperamos receber de seis a nove jogadores", afirma o vice-presidente do clube José Roberto Maranhas.

    Em relação à situação do técnico Léo Condé, Maranhas garante sua permanência para o próximo ano. "A análise do número de vitórias, empates e derrotas, traz um desempenho regular para o Tupi. Na Taça Minas, por exemplo, o time permaneceu invicto até a derrota para o Uberaba. A equipe perdeu pouco, mas as derrotas vieram em momentos decisivos." Na classificação do Mineiro, o Tupi ficou em sétimo e no Brasileiro Série D, em quinto, uma posição atrás do último qualificado para a Série C.

    Dívida

    De acordo com o vice-presidente, as dívidas da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) com o Tupi somam R$ 90 mil, relativo aos três meses de atraso. "Os valores de dezembro do ano passado, junho e julho deste ano não foram repassados. Nestes dois últimos meses, houve um problema de vírgulas no contrato que a Procuradoria Geral não compreendeu. A retificação já foi pedida há dois meses pela PJF, mas ainda não obtivemos o dinheiro", explica Maranhas.

    A Prefeitura informa por meio de assessoria que a atual administração está em dia com o clube e com os preceitos da lei. Durante os meses de junho e julho, o Tupi não teria direito a verba por não estar disputando campeonato da primeira divisão organizado pela Federação Mineira de Futebol (FMF) ou pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Sobre o déficit do mês de dezembro do ano passado, a Prefeitura diz que estes são restos a pagar da administração anterior e que vai sanar o débito, após priorizar as necessidades do atual exercício.

    *Pablo Cordeiro é estudante do 9º período de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.