• Assinantes
  • Esporte
    Quinta-feira, 13 de outubro de 2011, atualizada às 18h06

    STJD decide anular partida entre Anapolina e Tocantinópolis e retorno do Tupi à Série D é ainda mais adiado

    Victor Machado
    *Colaboração
    Jogadores Tupi e Milan

    O Tribunal Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu nesta quinta-feira, 13 de outubro, pela remarcação da partida entre Anapolina (GO) x Tocantinópolis (TO), que foi encerrada antes do prazo, já que a equipe de Tocantins ficou sem número legal de jogadores em campo, quando o time goiano vencia por 4 a 1. Com essa decisão, que deve ser acatada pela CBF, fica adiado ainda mais o retorno do Tupi aos gramados pela Série D do Campeonato Brasileiro.

    Caso não haja outros recursos — do Itumbiara (GO), por exemplo —, o Galo terá que esperar a definição do jogo Anapolina x Tocantinópolis e depois (caso o Anapolina vença por quatro gols de diferença) o confronto deste clube com o Villa Nova (MG). Se a partida acontecer e o Anapolina não vencer pelo placar necessário, ainda assim há a pendência do segundo jogo entre Villa Nova e Itumbiara.

    Para superar o tempo parado e a dúvida sobre o adversário dos jogos que podem garantir o Tupi na Série C em 2012, Drubsky afirma que tenta manter o mesmo nível dos treinamentos e evitar que os jogadores fiquem ansiosos. "Temos um grupo jovem. É difícil manter os jogadores concentrados o tempo todo, mas a gente tenta equilibrar a cabeça dos atletas, até para não gerar muita expectativa."

    Segundo ele, o principal prejuízo para a equipe é emocional, já que durante os treinamentos é possível manter um ritmo técnico e tático. "Fisicamente, conseguimos manter, mas treinamentos e amistosos não têm o mesmo apelo emocional. Claro que teremos um prejuízo e temos que trabalhar para não deixar que essa perda nos tire da competição."

    Jogo treino

    O Tupi entrou em campo durante o feriado de 12 de outubro para fazer um jogo-treino contra o Milan, time amador do bairro São Pedro, e goleou por 5 a 0. Apesar do adversário com nível técnico mais baixo, o técnico Ricardo Drubsky acredita que a partida foi importante para manter a equipe concentrada, mesmo com a paralisação do Campeonato Brasileiro da Série D.

    Drubsky afirma que o treino é uma forma de simular situações de jogo e de passar uma motivação diferente para a equipe. "Treinar sempre com os mesmos jogadores gera uma rotina. É uma forma de enfrentar um adversário diferente e de mudar um pouco." Para a próxima semana, o Tupi aguarda a resposta de Botafogo e Cruzeiro para realizar um jogo-treino no Rio de Janeiro ou Belo Horizonte.

    *Victor Machado é estudante do 8º período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.