• Assinantes
  • Esporte
    Quinta-feira, 15 de maio de 2014, atualizada às 10h33

    Goiás vence Botafogo por 2 a 0 em Juiz de Fora

    Lucas Soares
    Repórter

    O mando de campo era do Goiás, mas parecia que a casa era do Botafogo. E foi assim que a imensa maioria dos 10.884 presentes (9.737 pagantes) no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora, saiu decepcionada das arquibancadas com a derrota do alvinegro para o clube goiano por 2 a 0 na noite da última quarta-feira, 14 de maio, em partida válida pela 5ª rodada do Brasileirão.

    O Botafogo começou o jogo apoiado pela torcida, partindo pra cima do Goiás e até conseguiu levar perigo ao goleiro Renan com boas tramas do juiz-forano Daniel e do centroavante Emerson Sheik, ainda no primeiro tempo. O Goiás, treinado por Ricardo Drubscky, ex-Tupi, soube explorar as falhas de marcação da equipe carioca e usou bem os espaços cedidos para contra-ataque. No entanto, quando chegava, errava o último passe e não conseguia a finalização. O primeiro tempo terminou em 0 a 0, sem grandes emoções para os torcedores.

    Na segunda etapa, o clube goiano foi melhor e conseguiu chegar aos gols. Aproveitando-se dos muitos passes errados do Botafogo, encaixou os contra-ataques e matou o jogo. O primeiro tento foi marcado pelo meio-campo Ramon, logo aos 8 minutos. O volante David fez o cruzamento da esquerda, Ramon antecipou-se ao zagueiro e bateu colocado no contrapé do goleiro Jefferson.

    O gol do Goiás foi a gota d'água para uma torcida que anda sem paciência para o time. Logo após o placar ser aberto, Jorge Wagner começou a ser vaiado a cada toque que dava na bola e não demorou dois minutos para ser substituído pelo xodó Wallyson, que entrou aplaudido pelos botafoguenses. Mesmo assim, quem continuou levando perigo foram os goianos. O zagueiro Dória falhou feio e deixou Esquerdinha na cara do gol aos 17. O atacante, no entanto, bateu por cima e desperdiçou grande chance de ampliar o placar.

    Aos 24 veio o golpe fatal. Ramon fez boa jogada no meio e trabalhou com Tiago Real, que devolveu a bola em belo lançamento para Ramon driblar Jefferson e ajeitar, de calcanhar, a bola para o atacante Danilo empurrar para o gol vazio. 2 a 0 e a torcida começou a deixar o estádio.

    A partir daí, os próprios torcedores do Botafogo gritaram "olé" quando o Goiás trabalhava jogadas e vaiavam o próprio time quando estavam com a bola. Aos 44, lance derradeiro para pôr fim à paciência dos botafoguenses. Wallyson desceu pela ponta esquerda, driblou para dentro e chutou a bola na lateral. Mais vaias e o fim da paciência dos poucos torcedores que ainda estavam nas arquibancadas.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.