Larissa Martins Campeã sulamericana, a atleta juizforana de 14 anos sonha alto
e é promessa de ouro para o futuro na natação

Thiago Werneck
Repórter
25/09/2007
Em arquivo

Chegar a disputar uma Olimpíada e Jogos Panamericanos. Esse é o sonho da juizforana de 14 anos, Larissa Martins, que tem uma relação com a piscina desde que tem um ano e meio de idade. Uma promessa para o esporte nacional, a nadadora é campeã sulamericana de sua categoria no 50 e 100 metros estilo livre.

Os bons resultados não param por aí. Larissa é campeã brasileira nos 100 metros livres, nos últimos quatro torneios disputados: Verão 2005 e 2006 e Inverno 2006 e 2007. Em novembro, ela vai até Brasília competir pelo Brasileiro Verão 2007 com grande chance de mais títulos.

Desempenho fruto de talento e muita dedicação. São seis treinos por semana de duas horas e meia cada um. Além disso, é preciso abrir mão de algumas coisas. "Eu deixo de ir em algumas festas, mas nada mais que isso. Gosto de treinar e competir. Quero continuar nadando e meu objetivo é representar o Brasil em uma Olimpíada e Jogos Panamericanos", revela Larissa.

Sonho que pode se tornar realidade, basta garra e dedicação. É o que garante o treinador de Larissa, Gérson Moreira de Oliveira (foto abaixo). "Ela tem um grande potencial e trabalho os treinos para ela disputar os jogos Olímpicos de 2012 e Pan de 2010. Mas é cedo para prevermos o sucesso de uma atleta tão jovem", alerta o treinador.

Isabela com os pais Segundo Gérson, vários fatores podem interferir na trajetória de jovem promessa como Larissa. "Nessa idade eles têm problemas escolares, de adolescentes, o lado emocional, muitas festas e tudo pode mudar o futuro de um atleta que está começando. Mas estamos fazendo um bom trabalho e ela tem reais condições de ir para uma Olimpíada", destaca.

Larissa chega a nadar 5 mil metros por treino, o que significa cem idas e voltas dentro de uma piscina curta. As provas de distancias menores são as preferidas de Larissa. "Nado os 800 metros também, mas minha especialidade são os 50m e 100m livre", conta a nadadora, que também gosta dos estilos costas e borboleta. "Só mesmo nado peito é que não curto muito", revela.

O bom desempenho

No Brasileiro Infantil Larissa foi considerada uma das dez melhores atletas do país na categoria. No campeonato Multinations, uma espécie de Mundial das categorias de base da natação, Larissa já obteve o segundo e também terceiro lugar enfrentando as melhores nadadoras do mundo com a mesma idade.

Isabela com os pais Os melhores tempos de Larissa são de dar inveja: 59,26s nos 100 metros livres e 27,43s nos 50 metros livre. Marcas que se aproximam do recorde nacional categoria adulta: 100m livre de 55,85s e nos 50m livre 25,05, ambos de Rebecca Gusmão.

Números que chamaram a atenção de um clube carioca. Larissa representa o Botafogo nos Campeonatos que disputa e é atual recordista carioca dos 50m livre de sua categoria. Sua próxima competição será o Brasileiro por equipes, quando a juizforana vai representar o clube de General Severiano.

De acordo com o treinador Gérson, falta apoio e visão dos clubes de Juiz de Fora. "Ela nadava por um clube aqui, mas estava deixando de competir por falta de apoio. Depois de alguns conflitos, ela e os pai resolveram defender o Botafogo", recorda. Hoje, Larissa treina no Círculo Militar de Juiz de Fora, mas sempre compete pelo clube carioca, do qual Gérson é um dos treinadores.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.