Quinta-feira, 15 de março de 2012, atualizada às 17h11

HU abre inscrições para mulheres que querem entender o climatério

Da Redação
mulher

Estão abertas as inscrições para ambulatório no Hospital Universitário (HU) da UFJF que tem como objetivo conscientizar as mulheres sobre o climatério, período de transição da fase de reprodutividade para a de não-reprodutividade. Trata-se de uma iniciativa do projeto de extensão Viver Melhor - Assistência Integral às Mulheres no Climatério.

Coordenado pelo médico ginecologista Álvaro Fernando Polisseni, o projeto é um esforço multidisciplinar de educação em saúde que visa esclarecer e informar mulheres e comunidade sobre o climatério, abordando aspectos emocionais, biológicos e sociais de sua saúde. Possibilitando à população o acesso a informações corretas, o ambulatório promove a prevenção de doenças e, consequentemente, a busca de uma melhor qualidade de vida. O próximo grupo do Projeto Viver Melhor iniciará suas atividades em abril. As inscrições são limitadas e podem ser feitas, gratuitamente, pelo telefone (32) 4009-5364, das 8 às 17h. Os encontros são sempre às segundas-feiras, no HU Santa Catarina, das 8h às 9h30, totalizando seis reuniões.

Climatério: o que é?

A passagem pelo climatério costuma ser uma fase difícil na vida da mulher. Ocorre por volta dos 40 anos, quando as menstruações passam a ficar irregulares, e engloba a menopausa, quando se dá a última menstruação. A mudança, causada em razão da diminuição dos hormônios sexuais produzidos pelos ovários, pode resultar em sintomas desagradáveis, como ondas de calor, tonturas e palpitações. Alterações psíquicas também podem ser observadas, como depressão e irritabilidade. Fisicamente, as mulheres passam ainda por diminuição do tamanho das mamas, alteração nos órgãos genitais e perda da elasticidade da pele.

Os textos são revisados por Mariana Benicá

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.