Fernando Agra Fernando Agra 5/08/2013

Por um mundo melhor, faça a sua parte!

eticaCaros leitores, o que você tem feito para tornar o mundo melhor? Refiro-me ao mundo que está ao seu alcance (seus familiares, seus colegas e amigos, seu trabalho, seu condomínio, sua cidade, seu país, enfim, sua vida). Ou você é do tipo que somente reclama e não acredita que atitudes individuais pode tornar o mundo melhor?

É bem verdade que mudanças macroeconômicas estruturais não acontecem de um dia para o outro. Entretanto, microeconomicamente, medidas tomadas no curto prazo podem trazer benefícios no longo prazo para o todo. E vou além, em determinadas situações, os benefícios são imediatos para quem está ao seu redor. E se você torna a vida de quem está ao seu lado melhor, você já provocou uma mudança que vai contagiar os demais a fazerem o mesmo.

Assim, vamos a algumas indagações:

  • Você se considera uma pessoa ética?
  • Você se considera uma pessoa honesta? Quando você recebe um troco errado, você o devolve?
  • Como se comporta em seu ambiente familiar e no trabalho? Cumpre fielmente suas tarefas? Procura se relacionar bem com os colegas (mesmo aqueles mais difíceis)? Saiba que no campo dos sentimentos não temos escolha, mas comportamento, podemos e devemos escolher!
  • Você tem sido gentil com as pessoas?
  • Como é a sua relação com o dinheiro? Você zela pelas finanças pessoais?
  • Você zela pelo seu ambiente de trabalho e o considera como extensão de seu lar e que lhe propicia o sustento?
  • Você separa o lixo orgânico do reciclável a fim de facilitar a vida do coletor de material reciclável que, além de tirar o sustento dessa coleta, ainda ajuda a limpar a sua cidade e zela pelo meio ambiente?
  • Você estaciona o carro exclusivamente em local permitido?
  • Você é grato à vida e às pessoas?
  • Você exerce sua cidadania aos defender seus direitos? Você conhece, de fato, os seus direitos e deveres, enquanto cidadão?
  • Além de apontar sugestões de melhoria quando observa algo errado, também elogia quando seus funcionários desempenham bem o seu trabalho?
  • Você respeita a sua vez na fila?

Enfim, o que de fato você tem feito por um mundo melhor? Que as indagações supracitadas te levem a uma reflexão. E finalizo esse artigo com um sentimento de felicidade, pois este é o de número 300 que escrevo. Lembro-me exatamente de que comecei escrever em maio de 1995, quando ainda era estudante de graduação na UFAL e tive a feliz orientação de meus ex-professores Raul da Mota e André Maia Gomes.

O primeiro auxiliou-me na escrita do artigo e o segundo acompanhava diariamente se o mesmo havia sido publicado e deu-me a feliz notícia ao ingressar na sala do PET (Programa Especial de Treinamento) com um exemplar do jornal com o artigo publicado. De lá para cá, passei a me dedicar ao mundo da comunicação e quero agradecer aos veículos que confiaram no meu trabalho: publiquei meu primeiro artigo e outros vários em "O Jornal" e fui colunista semanal por 6 anos da Tribuna de Alagoas, ambos jornais de Maceió. Também fui colunista semanal por dois anos da Gazeta Mercantil (Caderno do Espírito santo) e do Jornal Panorama daqui mesmo de Juiz de Fora e publiquei diversos artigos em jornais impressos e digitais pelo Brasil. E tenho a felicidade de ser colunista deste Portal ACESSA.com desde 2007. E neste mês, agradeço ao professor Samy Dana, da FGV, que me deu a possibilidade de escrever em coautoria com ele para a Folha de São Paulo on line.

Enfim, ao escrever, jamais quero que alguém pense do mesmo modo que eu (e muito menos quando escrevo artigos polêmicos). Quero plantar uma semente na mente dos meus leitores, estimulá-los a despertar a capacidade de pensar por conta própria, ensiná-los a ler nas entrelinhas etc. Pois acredito que o papel do formador de opinião é levantar discussões em busca de um mundo melhor. Que a Grande Vida continue a me iluminar para que eu leve a um maior número de leitores, ideias que contribuam de algum modo, para tornar suas respectivas vidas melhores. E o meu agradecimento especial vai a você, querido (a) leitor(a)!


Fernando Antônio Agra Santos é Economista pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Doutor em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Professor Universitário das Faculdades Universo e Estácio de Sá, professor licenciado da Fundação Educacional Machado Sobrinho, todas as instituições em Juiz de Fora - MG. O autor ministra palestras, para empresas, na área de Inteligência Financeira, Gestão de Pessoas, Relacionamento Interpessoal, Marketing Pessoal e Gestão do Tempo. É autor do livro "Crédito Rural e Produtividade na Economia Alagoana" pela EDUFAL. Saiba mais clicando aqui

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.