• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Roberto Monti Roberto Monti 8/07/2013

    Onde está o seu Cliente?

    • Nova classe média impulsiona lojas de conveniência, diz Sindicom - Movimento subiu 14,7% em 2012, com grande frequência de mulheres - Gasto médio dos consumidores nas lojas cresceu 6% em 2012 (G1 Economia 04/07/2013);
    • Twitter cruzará dados com empresas para ter publicidade personalizada - Marcas poderão cruzar cadastros de clientes com usuários do microblog. Internautas poderão bloquear novo mecanismo, que será testado nos EUA (G1 Mídia e Marketing 03/07/2013);
    • Para a CDL- JF, vendas no Dia dos Namorados foram abaixo das expectativas (Acessa Negócios – Notícias 17/06/2013);
    • Protestos, dólar e inflação já afetam projeções para PIB de 2014 (Folha de São Paulo, Mercado, 05/07/2013).

    clienteA cada dia que passa os consumidores estão mais exigentes e valorizando o seu dinheiro – isto acontece em todos os segmentos de mercado. Mostram–se muito mais preocupados em o que e em qual empresa comprar e muitas vezes preferem pagar mais para que tenham as suas necessidades atendidas. Evitam filas, congestionamentos, vendedores mal preparados e impacientes, caixas irritados, produtos mal expostos, enfim, tudo o que possa causar–lhes mal estar na hora da compra.

    Em grande parte das cidades o deslocamento tornou–se um fator de estresse para o Cliente que procura evitar a todo custo este sofrimento. Daí a importância que os pontos de venda têm em atender cada vez melhor os Clientes localizados em seu entorno. É o que notamos com o surgimento dos chamados centros de compras em forma de pequenos shoppings ou lojas de conveniência que oferecem uma razoável variedade de produtos e de serviços com preços que compensam os irritantes deslocamentos da residência ou mesmo do local de trabalho para uma loja ou supermercado mais distante. Outra vantagem destes estabelecimentos é que devido sua proximidade e contato com seus consumidores locais ou do bairro podem com muito mais facilidade detectar as necessidades de seu público-alvo e oferecer o produto ou serviço que venha a suprir este desejo.

    Com o surgimento das lojas de conveniência ou de vizinhança a concorrência no varejo deverá apresentar uma acirrada disputa. Isto se aplica para as academias de ginástica, cursos de línguas, palestras para melhorar a qualidade de vida, centros médicos, pet shops, locadoras de vídeos etc. A abertura de um negócio como este requer um estudo detalhado do layout da loja, do mix de produtos que serão oferecidos, do perfil dos funcionários a serem contratados e do seu treinamento. Um ponto diferenciador deste negócio é oferecer para um público situado em uma microrregião produtos e serviços que atendam aos seus desejos com inovação e criatividade.

    E Você Empresário/Executivo, já conhece a sua vizinhança?


    Roberto Monti é consultor de Marketing. Co-autor do livro (IN)Fidelidade, Uma Questão de Qualidade Clientes Sonham, Empresas Concretizam. Editora Virgo - São Paulo, 09/2000.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.