Comércio vibra com a chegada do frio e do Dia das MãesLojistas apontam até 30% de aumento nas vendas para o Dia das Mães. Chegada do inverno renova estoque e cativa o público  

Pablo Cordeiro
*Colaboração
14/4/2010

O juizforano que vai às ruas atrás de vestuários, acessórios e calçados femininos se depara com as tendências de inverno. Mesmo distante dois meses do início oficial da estação, as baixas temperaturas têm motivado a renovação dos estoques e a antecipação dos produtos nas vitrines. Para os consumidores, é uma motivação para começarem a procura pelos presentes para o Dia das Mães.

Para grande parte dos lojistas, a expectativa para a data comemorativa é grande. "As vendas melhoraram após esta esfriada. O tricô tem saído bastante. Estamos mexendo na vitrine e preparando promoções para o Dia das Mães", diz a gerente de um estabelecimento de vestuário feminino, Ana Paula Teixeira. Para ela, as vendas devem aumentar 30% no período, em relação aos dias normais. "O pessoal tem gostado da variedade para o inverno. As roupas estão mais bonitas. O linho e o tricô são destaques."

A gerente e vendedora de uma loja de calçados, Nina Rosa, aponta que o movimento para o Dia das Mães é maior na primeira semana de maio e revela as expectativas. "As vendas se igualam ao mês de dezembro. Trata-se da melhor data para o comércio, depois do Natal. Mesmo com a mercadoria um pouco mais cara este ano, a variedade, a sofisticação dos modelos e as novidades estão atraindo o público. Não tem jeito. Mãe a gente não esquece", destaca. Ela aposta em um incremento de 10% nas vendas ante os dias normais.

A lojista destaca que a partir do mês de maio ninguém mais compra mercadoria de verão. "Nas vitrines, botas e sapatos meia pata chamam a atenção. Esta é a aposta para o período. A pessoa que comprou três o ano passado vai voltar e comprar mais. Mulher é assim." Em relação aos acessórios, a gerente de uma loja especializada na venda de bijuterias e bolsas, Fernanda de Paula, garante que as vendas estão sempre em alta. "Nosso estoque está preparado para o Dia das Mães. Estamos vendendo muitos brincos, principalmente os de tamanho maior."

Tem de tudo para as mamães

A gerente de outra loja de vestuário feminino, Luciene Quinelato, diz que a febre para o Dia das Mães é o ponche, pois confere elegância e protege do frio. "Os estoques estão abastecidos com roupas mais quentes. As pessoas já estão procurando roupas mais pesadas."

Em outro estabelecimento para vestuário feminino e acessórios, as bolsas e as carteiras despertam a atenção dos fregueses. "Como o ponto é novo, não temos como comparar com o ano passado, mas o aumento esperado é de 30% diante dos dias normais. A situação é complicada, já que os consumidores esperam o frio chegar para começarem as compras", destaca a gerente Tatiana Marvila Antunes. Ela diz que a fábrica em Petrópolis já está preparada para a renovação dos estoques, caso seja necessário.

As lembranças personalizadas, como canecas, almofadas, xícaras, taças e porta-retratos estão sempre em alta para as datas comemorativas. "Temos uma linha específica para as mães, que vende muito. Nas duas semanas mais próximas do Dia das Mães, a procura é maciça", explica o sócio-gerente de uma loja do Centro, Getúlio Sartori.

*Pablo Cordeiro é estudante do 10º período de Comunicação Social da UFJF

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.